Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Assessor de Puccinelli confirma presença em sessão solene da Câmara

Marcos Tomé/Região News

15 de Fevereiro de 2011 - 08:46

Assessor de Puccinelli confirma presença em sessão solene da Câmara
Assessor de Puccinelli confirma presen - Foto: Marcos Tom

O ex-prefeito e atual assessor politico do Governador André Puccinelli (PMDB), Enelvo Felini (PSDB), confirmou presença no ato solene da Câmara Municipal de Sidrolândia que ocorrerá hoje a partir das 19 horas. Ao lado de lideranças do partido, Felini prestigiará o ato que marca o inicios dos trabalhos legislativos daquele poder.

O PSDB numa estratégia de ganhar força e expressão politica no município de Sidrolândia se articulou em nível de estado através do deputado federal, Reinaldo Azambuja e garantiu a Felini o posto de Assessor Político do atual governo do estado.

Em se tratando de politica local, o PSDB por ter minoria na Câmara sempre foi voto vencido. Com apenas dois vereadores na sigla, Ilson Peres e Di Cezar, contra sete parlamentares da base aliada do prefeito Daltro Fiuza (PMDB), o PSDB após eleição da mesa diretora ocorrida no dia 15 de dezembro de 2010, saiu fortalecido.

O partido que era apenas figurante no contexto politico da Câmara ganhou a vice-presidência, já o PDT manteve a 1º secretária e ganhou a 2º secretaria. O Partido dos Trabalhadores que não fazia parte da mesa diretora que era encabeçada pela ex-presidente, Drª. Rosangela Rodriguês (PMDB), desta vez se tornou o centro das atenções do legislativo.

Com a reviravolta o prefeito Daltro Fiuza em retaliação demitiu todos os cargos em comissão do PDT e PT, só do primeiro escalão foram exonerados 5 secretários. Surpresos com a atitude radical de Fiuza os partidos varridas da administração tentaram sem sucesso negociações para salvar os cargos.

Desde então o Poder Legislativo e Executivo não tem falado a mesma língua. Há quem diga que o prefeito irá rever algumas situações e reconduzir ao cargo alguns nomes que foram exonerados, porém, 60 dias após o inicio da crise no governo Daltro o que se observa é uma nuvem negra sobre as cabeças que rolaram.

O vereador e presidente da Câmara, Jean Nazareth disse com exclusividade ao Jornal Eletrônico Região News que não fará oposição a administração de Daltro Fiuza, porém, suas ações como presidente da casa será de ampliar as discussões em torno dos assuntos importantes para sociedade.

“Nossa gestão será a do diálogo, é conversando que se entende e partindo deste principio quero afirmar que todos os assuntos serão amplamente discutidos com a população para após esse debate, a apreciação dos vereadores”, finalizou Jean.