Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Assistência Social inicia cadastramento de famílias que podem ter direito a desconto na tarifa de água

A identificação das famílias que se enquadram no perfil da tarifa social será feito nos Centros de Referência e Assistência Social.

Flávio Paes/Região News

07 de Outubro de 2013 - 08:35

Foto: Marcos Tomé/Região News

Assistência Social inicia cadastramento de famílias que podem ter direito a desconto na tarifa de água

Vereadores, secretária de Assistência Social, Joana Michalski, supervisor da empresa de saneamento de Mato Grosso do Sul em Sidrolândia, Marcelo Piel 

A Secretaria Municipal de Assistência Social vai iniciar o cadastramento das famílias com renda de um salário mínimo  e consumo de até 20 mil litros de água por mês, que podem ser beneficiadas com o desconto de 62,25%  na tarifa paga à Sanesul. Atualmente, segundo o presidente da Câmara, Ilson Peres, só uma família é beneficiada pela tarifa social da estatal de saneamento. 

O trabalho de identificação e cadastramento das famílias será desenvolvido não só na área urbana, como também para os usuários do Assentamento Capão Bonito I e de Quebra Coco, onde segundo o vereador Edno Ribas desde o fechamento da Usina Santa Olinda o índice de inadimplência é de quase 100%.

“As pessoas estão desempregadas, sobrevivendo do seguro desemprego, que é insuficiente para cobrir todos os gastos do orçamento doméstico”, observa Edno . Junto com os colegas Ilson Peres e Nélio Paim na semana passada ele esteve com o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa para tratar da questão.

A identificação das famílias que se enquadram no perfil da tarifa social será feito nos Centros de Referência e Assistência Social. No CRAS do Cascatinha serão atendidas as famílias do Capão Bonito I. Os critérios são extremamente restritivos e vão além do limite de renda (um salário mínimo) e de consumo (20 mil litros por mês).

Só será atendido quem morar em casas com até 50 metros quadrados de área construída, consumo monofásico de até 100 kw/mês de energia elétrica, além de estar com as contas em dia. A tarifa social garante uma economia considerável para os usuários. No caso, por exemplo, de quem gasta por mês 20 mil litros de água, sua conta cai de R$ 54,80 para R$ 20,68.

Vereadores, secretária de Assistência Social, Joana Michalski, supervisor da empresa de saneamento de Mato Grosso do Sul em Sidrolândia, Marcelo Piel e equipe técnica da Secretaria se reuniram para tratar do assunto na tarde da ultima sexta-feira. Inicialmente, as assistentes irão filtrar as famílias que se quadram nos requisitos para receber o beneficio.