Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Audiência finaliza consultas da implantação da Ferrovia 267 em MS

O traçado cortará outros seis municípios de Mato Grosso do Sul.

Assessoria

31 de Julho de 2013 - 15:30

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realiza no próximo dia 8, em Campo Grande, a última Audiência Pública para discutir a implantação da Ferrovia Norte Sul (EF 267) que liga as cidades de Estrela D’Oeste no interior de São Paulo até Dourados. O traçado cortará outros seis municípios de Mato Grosso do Sul.

A Audiência Púbica é a terceira e última etapa de consultas. No dia 6 de maio, o deputado Geraldo Resende, junto com a ANTT, organizaram uma reunião participativa em Dourados durante a tomada de subsídios, que foi realizada por meio do site da Agência. “Encerrando essas consultas teremos o projeto pronto para ser licitado e iniciarmos as obras já em 2014”, afirmou o deputado, que é vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias.

As linhas férreas que também passarão por Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica e Deodápolis, estão previstas no Programa de Investimento e Logística, lançado no dia 15 de agosto do ano passado, que prevê investimentos na ordem de R$ 91 bilhões em 25 anos e a maior parte nos primeiros cinco, a contar de 2014. Serão mais de 10 mil quilômetros de trilhos construídos em todo o País.

A logística de transporte é responsável por 20% do preço final de cada produto. “Enquanto gastamos 600 dólares para transportarmos um container por 120 quilômetros de rodovias, os americanos cruzam de leste a oeste seu País sobre trilhos, pelo mesmo valor”, defende Resende.

A licitação para construção e administração da futura linha férrea pela iniciativa privada deve acontecer em setembro. Geraldo Resende tem uma nova reunião com o diretor Carlos Nascimento da ANTT para garantir a prioridade na implantação desta ferrovia. O encontro deve ocorrer na próxima semana, em Brasília. “Além de baratearmos os custos de produção com este modal, ainda teremos a diminuição do trafego de caminhões pesados em nossas estradas garantindo uma maior conservação das vias e mais segurança para os carros de passeio”.

“A EF 267 atende a uma das regiões mais produtivas do País, responsável por mais de 50% da produção de grãos do Estado”, afirmou Geraldo. Este será um ramal da ferrovia Norte Sul de 659 km e será construído com bitola larga de 1,60 metro de largura, possibilitando a ligação do Estado com os principais portos do País.

A Audiência Pública acontecerá no Novotel, na Avenida Mato Grosso, 5555, Jardim Copacabana, nas salas Bocaiuva – Bacuri – Buriti.