Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 16 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Autoescolas de MS enfrentam dificuldades com Resolução do Contran

Pelas regras editadas pelo Contran, as autoescolas da Capital têm até dia 30 de maio para se credenciar. Já as do interior, até 30 de junho

Franciane Trindade/Região News

16 de Maio de 2011 - 14:34

Autoescolas de MS enfrentam dificuldades com Resolução do Contran
Autoescolas de MS enfrentam dificuldades com Resolu - Foto: Marcos Tom

Resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) de 2010, que exige sérias adequações na estrutura das autoescolas, pode fechar as portas da maioria dos Centros de Formação de Condutores do interior de Mato Grosso do Sul.

Entre essas exigências, está à contratação de pelo menos dois diretores – sendo um geral e outro de ensino -, o mínimo de dois carros e duas motos para aprendizagem, e que estes veículos estejam no nome da empresa, e não de pessoa física.

Segundo o presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul, Vagner Roberto Prado, os estabelecimentos terão imensa dificuldade para contratar estes dois diretores, já que eles precisam ter curso superior, carteira “D” com pelo menos um ano de experiência e também tenham atuado como instrutores.

“A maioria das autoescolas possui menos de 100 alunos por mês, e apenas um diretor contratado. A contratação de outro diretor será muito difícil, face à escassez de mão-de-obra no mercado”, detalhou o sindicalista.

A resolução do Contran também determina que o tamanho mínimo do ônibus, a partir de agora, seja de 7,20 metros. Atualmente, as autoescolas possuem veículos com comprimento inferior a 7 metros. “Exigir a imediata troca é financeiramente inviável”, protestou.

Pelas regras editadas pelo Contran, as autoescolas da Capital têm até dia 30 de maio para se credenciar. Já as do interior, até 30 de junho.

Em Sidrolândia as autoescolas estão procurando se adequar com as novas regras do Contran, segundo informou a reportagem do Jornal Eletrônico Região News, Gentil Ferreira da Silva conhecido como Gentil proprietário da Autoescola Vinícius, disse que a maior dificuldade enfrentada no momento é a questão da infraestrutura do local na questão da acessibilidade.

Segundo relatou Gentil outra dificuldade que não só a Vinicius, mas as outras autoescolas do município vão enfrentar, é o índice de aprovação “O Contran agora exigi que o índice de aprovação nos exames seja no mínimo 60%, nem todo mês conseguimos atingir essa meta” relata o diretor.

Questionado pela reportagem sobre a contratação de pelo menos dois diretores, Gentil disse que em Sidrolândia essa questão não é uma dificuldade bem como os dois carros e duas motos para aprendizagem “as autoescolas de Sidrolândia já trabalham com dois carros e duas motos isso não será problema” disse Gentil.

Gentil informou ainda que as motocicletas já estão no nome da empresa como pede a Resolução do Contran já os carros estão sendo providenciados outros para aprendizagem do aluno “assim como nós da autoescola Vinicius estamos nos adequando as novas normas, acredito que as outras também, e até 30 de junho (prazo determinado pelo Contran) estaremos credenciados como pede o Contran” finaliza Gentil.

Em outros municípios do estado de Mato Grosso do Sul as dificuldades de se regularizarem rapidamente com a resolução do Contran são maiores, no entanto estão buscando por meio das autoridades politicas uma forma de solicitar dilatação do prazo para cumprimento das normas.

Recentemente na tentativa de reverter o quadro, proprietários de autoescolas se reuniram com a deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB) e representante do Conesul. Participaram do encontro, que aconteceu na Câmara de Vereadores de Amambai, representantes de Caarapó, Juti, Naviraí, Glória de Dourados, Deodápolis, Ivinhema, Vicentina, Itaquiraí, Eldorado, Mundo Novo, Japorã, Iguatemi, Tacuru, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira e Ponta Porã, além de Amambai.