Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Bancos têm perda de R$ 450 mi com fraude na web no semestre

De acordo com a Federação, os investimentos em segurança na internet somaram R$ 1,94 bilhão nos seis primeiros meses do ano

Folha On-line

01 de Setembro de 2010 - 07:47

Os prejuízos do setor bancário com fraudes eletrônicas somaram cerca de R$ 450 milhões no primeiro semestre deste ano, de acordo com dados da Febraban (Federação Brasileiro de Bancos). Se o valor for mantido na segunda metade de 2010, pode chegar a um total de R$ 900 milhões em 12 meses.

De acordo com a Federação, os investimentos em segurança na internet somaram R$ 1,94 bilhão nos seis primeiros meses do ano.

Em seminário on-line nesta terça-feira, a Febraban, em parceria com a ACSP (Associação Comercial de São Paulo), a Fecomercio-SP (Federação do Comércio) e a OAB-SP (Ordem dos Advogados de São Paulo), discutiu a aplicação das leis sobre os crimes eletrônicos.

De acordo com a Federação, na falta de uma legislação específica, integrantes de quadrilhas detidos nas operações das Polícias Civil e Federal dificilmente ficam presos por um longo período.

"Depois de 10 anos de debates do Projeto de Lei 84/99, há questões bastante maduras e que podem ser votadas", afirmou o deputado federal Julio Semeghini, relator do projeto na Câmara dos Deputados, já aprovado pelo Senado e que tipifica crimes eletrônicos, tais como invasão, com violação de segurança, a sistemas computacionais protegidos, obtenção de dados com invasão de sistemas computacionais, inserção ou difusão de códigos maliciosos e estelionato eletrônico entre outros.

"Hoje, devido à ausência de lei, os criminosos são muito beneficiados", disse Cesar Faustino, coordenador da subcomissão de Prevenção a Fraudes Eletrônicas, segundo a Febraban.