Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 25 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Barro, poeira, alagamento e constantes acidentes, revolta moradores

Moradores ensaiam fechamento da via em protesto a falta de atenção por parte do poder público municipal

Marcos Tomé/Região News

28 de Fevereiro de 2011 - 07:40

Barro, poeira, alagamento e constantes acidentes, revolta moradores
Barro, poeira, alagamento e constantes acidentes, revolta moradores no S - Foto: Marcos Tom

A reportagem do Jornal Eletrônico Região News foi chamada por comerciantes e moradores da Rua, Generoso Ponce na altura do cruzamento com a via Thomaz Cáceres no Bairro São Bento. Os reclames da população que vive nas imediações são diversos. Falta de atenção, poeira em dias de sol, barro em tempos de chuva, acidentes constantes nos cruzamentos das vias já citadas e como se não bastasse comerciantes vive um drama com o alagamento em dias chuvosos.

Moradores ensaiam fechamento da via em protesto a falta de atenção por parte do poder público municipal. O empresário, Carlos Roberto da Silva proprietário do Supermercado 13 disse à reportagem que seu estabelecimento fica ilhado em dias de chuva por conta de uma enorme represa que se forma por não haver um sistema de captação e escoamento da água.

A poeira provocada pelo tráfego intenso de carretas que chegam para descarregar e carregar nos armazéns da LAR, empresa que fica de fronte ao bairro, é um dos motivos da preocupação dos moradores. Eles pedem que a empresa ou a Prefeitura tome providências no sentido de realizar aplicação de pavimento no pátio do estacionamento da empresa que fica às margens da Rua, Generoso Ponce.

 “Temos o asfalto, más, é como se não tivéssemos, pois as carretas ao manobrarem na lama do pátio da empresa, saem soltando barro sobre a pavimentação da rua deixando uma verdadeira camada de lodo, que em dias de estiagem, se transforma em nuvens de poeira com o tráfego dos veículos” afirma Sr. Carlos Roberto da Silva.

O vereador e 1º Secretário do Legislativo Municipal, Waldemar Acosta (PDT) também foi chamado pelos moradores e prontamente se comprometeu em estar levando as reivindicações daquela comunidade até o setor competente da Prefeitura para as devidas providências cabíveis.

“O direito de reclamar e solicitar das autoridades que olhem com mais carinho e atenção para determinado problema é legitimo”, afirma Acosta. O vereador disse ainda que fará uso da tribuna na sessão ordinária desta segunda-feira (28) para cobrar ação de melhoraria sobre o assunto por parte do setor de obras da municipalidade.

O empresário, Arlindo de Oliveira que possui uma loja de utilidades na referida via, informou a reportagem do Jornal Eletrônico Região News que é publico e notório a necessidade de se implantar nas imediações do cruzamento, redutores de velocidade. “Acidentes são constantes, isso se dá por não haver sinalização adequada e nem redutores” concluiu.

Foto: Marcos Tomé/Região News