Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Brasil lidera maior parte do jogo, mas perde dos EUA por dois pontos

Esquadra comandada pelo argentino Rubén Magnano fez sua melhor partida no Mundial de basquete da Turquia, mas errou os últimos arremessos e perdeu o jogo por 70 a 68

Ig

31 de Agosto de 2010 - 09:35

O Brasil esteve muito perto de vencer os Estados Unidos, mas acabou derrotado por 70 a 68 no Mundial masculino de basquete, nesta segunda-feira, em Istambul, na Turquia. A equipe brasileira teve a bola do jogo, mas um lance livre desperdiçado por Marcelinho Huertas e o erro no arremesso seguinte de Leandrinho deram a vitória aos norte-americanos.

A partida começou como um sonho para os sul-americanos. Os comandados de Rubén Magnano entraram em quadra muito dispostos, como se estivessem disputando uma final.

Capitaneados dentro de quadra pelo armador Marcelinho Huertas, os brasileiros sufocaram os norte-americanos no primeiro tempo, sobretudo na tábua defensiva.

No ataque, a pontaria afiada de Leandrinho Barbosa e Tiago Splitter contribuiu para que uma vantagem de oito pontos fosse aberta logo de cara. Ao final do primeiro quarto, o placar apontava 28 a 22 em favor do Brasil. No segundo período o panorama continuou semelhante. Defesa muito forte, ataques bem organizados e um pouco de sorte, como numa bola de três que bateu na tabela antes de entrar disparada pelo ala-pivô Guilherme Giovannoni.

O aproveitamento do Brasil no primeiro tempo foi excelente: 55% nos arremessos de quadra (11/20) e 64% nas bolas de três pontos (7/11). Nos rebotes, quesito colocado por Magnano como primordial para se obter um triunfo, tivemos um equilíbrio: 13 para os brasileiros e 14 para os estadunidenses.

Ao final da primeira etapa, vitória parcial por 46 a 43 e possibilidade iminente de vitória.

Na volta do descanso, os EUA finalmente conseguiram retomar a liderança, mas com muito custo. Faltando pouco mais de seis minutos para o fim do período, Kevin Durant acertou uma bola de três e empatou o jogo em 50 pontos. No lance seguinte, o armador Derrick Rose penetrou na defesa brasileira e virou o combate.

Daí por diante, o Brasil se complicou com o excesso de faltas. Primeiro foi Marcelinho Huertas, que cometeu sua quarta penalidade (vale lembrar que um atleta é eliminado da partida após cinco faltas) e teve que ser sacado. Na sequência, Tiago Splitter fez falta ofensiva e também foi para o banco. Sem seus dois craques, sobrou para Leandrinho manter o Brasil na partida. E ele conseguiu. Ao final do quarto, os comandados de Mike Krzyzewski venciam por apenas dois tentos: 61 a 59.

No período derradeiro, se sobressaiu a equipe que menos errou. E quem cometeu um menor número de deslizes foram os norte-americanos, que se beneficiaram da péssima pontaria adversária para triunfar por 70 a 68. No finalzinho do jogo, com pouco menos de cinco segundos no marcador, Marcelinho Huertas teve a chance de dar a vitória ao Brasil após sofrer falta quando ia para a cesta. O armador, contudo, desperdiçou o primeiro lance livre. Ele ainda errou o segundo tiro propositalmente, mas no rebote Leandrinho também perdeu a oportunidade.  

Com o revés, o Brasil tira um dia de folga e volta à quadra na quarta-feira, em duelo decisivo contra a Eslovênia. Os EUA, por sua vez, encaram o fraco time iraniano, jogo que promete ser interessante apenas pelo conturbado relacionamento diplomático entre os dois países fora do ambiente basquetebolístico.  

Destaques individuais
O cestinha da partida foi o ala Kevin Durant, destaque dos Estados Unidos com 27 pontos, além de dez rebotes. Pelo lado brasileiro, o maior pontuador foi Marquinhos, que começou o embate de hoje como titular. Ele foi responsável por 16 pontos, sendo que 12 deles vieram através de arremessos de três pontos.

Ainda nos EUA, apenas dois atletas além de Durant anotaram dez ou mais pontos: Chauncey Billups (15) e Derrick Rose (11). No Brasil, por sua vez, Tiago Splitter conseguiu um "double-double" (dois dígitos em dois fundamentos): 13 pontos e dez rebotes para ele. Leandrinho Barbosa também foi bem. O ala-armador do Toronto Raptors contribuiu com 14 tentos, quatro rebotes e quatro assistências