Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Câmara de Sidrolândia pode perder 4 vereadores durante campanha eleitoral do próximo ano

Edivaldo dos Santos, Mauricio Anache, Cledinaldo Cotocio e Vilma Felini são os nomes que podem disputar vaga na assembleia.

Paula Lucia/Região News

07 de Outubro de 2013 - 10:19

Ao menos quatro vereadores que compõe o quadro de parlamentares da atual legislatura, 13 no total, poderão se afastar de suas funções para disputar vaga na assembleia legislativa. É tido como certa uma das vagas do Partido dos Trabalhadores a Edivaldo dos Santos “Vadinho do PT” que tem demonstrado disposição pela disputa.

“Vadinho” tem percorrido cidades vizinhas em busca de alinhamento político, formação de base eleitoral e já se discute no âmbito estadual a chamada dobradinha, como parte de manobra política com alguns candidatos a deputado estadual do partido. Outro parlamentar que deve se afastar da Câmara, segundo David Olindo, é o recém-filiado no PROS (Partido Republicano da Ordem Social) Mauricio Anache.

O médico pediatra vai travar um novo desafio na tentativa de se tornar o primeiro deputado estadual da história de Sidrolândia. Para dar suporte a este projeto, ele conta com o apoio incondicional de outros três vereadores que também ingressaram no PROS. Olindo afirma que Anache tem todas as condições para disputar uma das cadeiras na Assembleia.

Seguida do ex-tucano e do petista “Vadinho”, cogita-se o nome da vereadora Vilma Felini, esposa do ex-prefeito Enelvo Felini que deixou o cargo que ocupava no Paço Municipal na última segunda-feira. Enelvo diz com convicção que uma das vagas do partido pertence à Sidrolândia, razão pela qual, haverá um candidato, ou candidata do PSDB na chapa.

Por fora, o progressista Cledinaldo Cotocio pode ser o nome a fortalecer a corrente partidária do PP. Alcides Bernal, maior liderança político do partido no estado, estuda uma nova reestruturação. Há quem aposte que o prefeito da Capital vai trabalhar pesado para construir uma base forte no Palácio Guaicurus.