Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Campanha Agosto Azul alerta para a prevenção da saúde do homem

A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Quando comparado com as mulheres, o tempo de vida deles é 7,6 anos menor.

Dourados Agora

31 de Julho de 2013 - 14:09

Os homens precisam estar atentos na hora de cuidar da saúde. Para alertar sobre a importância da prevenção de doenças, a ACCGD (Associação de Combate ao Câncer de Dourados) promove o mês dos pais, o “Agosto Azul”.

A campanha tem o objetivo de conscientizar e melhorar a saúde do homem em razão de uma grande maioria ter resistência quando o assunto é realizar um exame ou consultas médicas.

“Para isso, pedimos o apoio de toda a sociedade e dos empresários em geral para que todos comprem essa ideia, de conscientizar o homem a buscar uma melhor qualidade de vida”, explica a coordenadora da ACCGD, Maria Aparecida Palmeira, que esteve ontem na sede do jornal O PROGRESSO com a voluntária da Associação, Simone Freitas, para divulgar a campanha, primeira a ser realizada no município e que entrará para o calendário de ações da associação.

Azul

As atividades do Agosto Azul serão realizadas entre os dias 7 a 29. Durante esse período, a ACCGD (Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados), o Hospital Evangélico, o Monumento ao Colono, a Prefeitura de Dourados, a Câmara Municipal, dentre outros, estarão iluminados com a cor azul, simbolizando o engajamento da população em apoio à campanha e na luta contra o câncer, doença que atinge cerca de 70 mil homens a cada ano no país.

Para fortalecer ainda mais a campanha, a Associação de Combate ao Câncer pede aos empresários a participação na luta. “Queremos que o máximo possível de empresas também ilumine sua empresa na cor azul”, diz Maria Aparecida.

Alerta

A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Quando comparado com as mulheres, o tempo de vida deles é 7,6 anos menor. As doenças isquêmicas do coração, como o infarto do miocárdio, seguida das moléstias cardiovasculares como o AVC (Acidente Vascular Cerebral), outras moléstias cardíacas, pneumonia, cirrose e diabetes estão entre as principais causas de mortes do sexo masculino.

Segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), a doença na próstata também está entre as causas mais frequentes de mortes. O crescimento de óbitos por esse tipo de câncer cresceu 120% nas últimas décadas, segundo o instituto. Estudos comprovam que os homens são mais vulneráveis às doenças, especialmente as enfermidades graves e crônicas.

Essa ocorrência está ligada ao fato de que eles recorrem menos frequentemente do que as mulheres aos serviços de atenção primária e procuram o sistema de saúde quando os quadros já se agravaram.