Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Caramujos infestam residências de São Gabriel do Oeste

O animal pode ser encontrado em hortas, jardins, plantações e armazéns de grãos e possui uma significativa resistência à seca e ao frio

Midiamax

17 de Março de 2011 - 09:36

Com toda a chuva que caiu sobre a cidade nas últimas semanas e com o as altas temperaturas nos últimos dias, está ocorrendo uma infestação de caramujos africanos em São Gabriel do Oeste. O animal pode transmitir uma série de doenças para o homem, sendo que as pessoas não devem manipulá-lo sem luvas, pois o simples contato pode causar o contágio.

O animal pode ser encontrado em hortas, jardins, plantações e armazéns de grãos e possui uma significativa resistência à seca e ao frio. O molusco adulto atinge 15 centímetros de comprimento e oito centímetros de largura, com mais de 200 gramas de peso. A cada dois meses, um caramujo põe cerca de 200 ovos.

O molusco foi introduzido no Brasil como uma versão do escargot, mas depois descobriu-se que a espécie não é comestível e transmite doenças.

Os caramujos em geral gostam de locais úmidos e sombreados. Por isso, ao iniciar a busca do caramujo africano em seu quintal, verifique bem os cantos dos muros, as paredes onde não bate muita luz e os lugares em que possa haver acúmulo de galhos, restos de poda, folhas, madeiras, etc. Também são locais muito propícios os restos de construção, entulhos e, em especial, os tijolos furados.

Ilaine Maroccu, da Vigilância Epidemiológica de São Gabriel e o biólogo Alex Meloto, dão dicas dos cuidados que se deve ter com os animais.

- Para realizar a catação, as mãos devem estar protegidas com luvas ou sacos plásticos para evitar o contato com o animal.

- Os caramujos recolhidos devem ser incinerados, e suas cascas enterradas para evitar possíveis focos para reprodução de mosquitos.

- Os caramujos e ovos recolhidos também podem ser mortos com solução de cloro, três partes iguais de água para uma de cloro, mas devem ser deixados totalmente cobertos por essa solução durante 24hs, antes de serem descartados.

- Jogar água fervente e incinerar também são opções, mas estes procedimentos devem ser realizados com segurança.

Doenças que o caramujo africano provoca:

-Pode transmitir dois vermes:

- Angiostrongylos cantonensis – causador da angiostrongilíase meningoencefálica humana, que tem como sintomas dor de cabeça forte e constante, rigidez da nuca e distúrbios do sistema nervoso.

- Angiostrongytus costaricensis – causador da abgiostrongilíase abdominal, doença grave que pode resultar em morte por perfuração intestinal, peritonite e hemorragia abdominal. Tem como sintomas dor abdominal, febre prolongada, anorexia e vômitos.

-A identificação do verme é difícil, pois os ovos do mesmo não aparecem nas fezes dos doentes e o próprio verme é desconhecido da maioria dos médicos sanitaristas e protologistas.

-A simples manipulação dos caramujos vivos pode causar contaminação, pois os vermes podem ser encontrados na secreção dos caramujos.

-Ao se instalar em hortas e pomares, o caramujo pode contaminar verduras, frutas e disseminar doenças.