Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Casos de queimaduras com fogos crescem dez vezes no réveillon

Caso ocorra algum acidente, a primeira providência a ser tomada é lavar o local atingido com água corrente, enrolar em pedaços de pano e procurar um hospital

Dourados News

30 de Dezembro de 2010 - 08:11

A noite da virada do ano é de trabalho intenso em hospitais que atendem vítimas de queimaduras. Por conta dos fogos de artifício, o número de pacientes aumenta até dez vezes em relação aos dias normais.

As vítimas de acidentes com fogos chegam aos hospitais apresentando queimaduras de mão, face e braço. Além de queimaduras e mutilações, os fogos podem provocar a surdez.

Alguns cuidados são necessários para que a festa não termine em tragédia. A principal é não segurar o foguete sozinho com as mãos. Para isso, prenda o rojão em alguma cerca ou muro e se afaste. Dispare os fogos somente ao ar livre e confira o certificado de garantia e de origem do foguete, para evitar os fogos produzidos em fábricas clandestinas. 

Caso ocorra algum acidente, a primeira providência a ser tomada é lavar o local atingido com água corrente, enrolar em pedaços de pano e procurar um hospital.