Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 31 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Cassilândia ganha a 31ª Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, o prefeito Carlos Augusto e o deputado Paulo Corrêa inauguraram a unidade

Daniel Pedra

06 de Novembro de 2012 - 15:00

Com a presença de diversas autoridades, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, e o prefeito de Cassilândia, Carlos Augusto da Silva, inauguram, nesta terça-feira (06/11), na Avenida Juracy Lucas, na Vila Pernambuco, a 31ª Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi em Mato Grosso do Sul. Trata-se da 1ª construída com uma sala de 30 metros quadrados para oferecer cursos de EaD (Educação a Distância) do Senai e os de Educação Continuada do Sesi para atender os trabalhadores do município e também a classe estudantil da cidade.

Ainda na cerimônia de inauguração, Sérgio Longen destacou que nos últimos cinco anos, com a de hoje, já foram entregues 31 unidades em 27 cidades – Campo Grande (3), Três Lagoas (2), Dourados (2), Corumbá, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Aquidauana, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde, Naviraí, Nova Andradina, Costa Rica, Iguatemi, Bataguassu, Rio Brilhante, Maracaju, Inocência, Paranaíba, Chapadão do Sul, Amambai, Sete Quedas, Aral Moreira, Aparecida do Taboado, Água Clara, Terenos e Cassilândia.

Ele informou também que no próximo ano está prevista a construção de mais sete bibliotecas, que passarão a contar com a oferta de cursos de capacitação profissional do Senai por meio do EaD e dos cursos de Educação Continuada do Sesi. “Entendemos que essa é a forma de trazer ações que cuidam das pessoas, da qualificação e requalificação profissional, para uma vida de mais qualidade, complementando o trabalho de educação do Sesi e integrando a qualificando da mão de obra feita pelo Senai”, disse.

O prefeito Carlos Augusto da Silva declarou que a construção da biblioteca será um divisor de águas na história do desenvolvimento da cidade. “Momentos como esse valem a pena, pois é uma ação que tem como foco a comunidade”, ressaltou. Já a secretária municipal de Educação de Cassilândia, Lucimeire Cardoso, informou que o espaço será utilizado para realização de projetos, levando as escolas para dentro da biblioteca para oportunizar aos alunos uma proximidade com a leitura. “A iniciativa vem ao encontro com o que acreditamos, que é fazer uma educação cada vez com mais qualidade”, disse.

O deputado estadual Paulo Corrêa, 1º secretário da Assembleia Legislativa, que também participou da cerimônia de inauguração, destacou que o oferecimento dos cursos será uma forma de ampliar a qualificação profissional no Estado. “O Sistema Fiems modifica o cenário do município e vem fazer a diferença trazendo qualificação profissional e garantindo a oportunidade da população se beneficiar com salários melhores”, analisou.

Beneficiados

Marlene Nunes Amâncio, coordenadora do Centro Municipal de Educação Vereadora Ilma Alves da Costa, acredita que a biblioteca será um espaço para desenvolver projetos com os alunos tanto na zona urbana quanto da zona rural. “É importante aproximar o aluno desse ambiente e incentivar a leitura, o aprendizado, principalmente para aqueles que não têm acesso fácil à internet, mas que também conhecimento por meio de pesquisas e trabalhos, empenhados em se profissionalizar”, avaliou.

Já a estudante Ândrea Luzia Ferreira, 14 anos, conta que irá frequentar a biblioteca para fazer os trabalhos da escola e realizar pesquisas. “Aqui nós poderemos acessar a internet e, além disso, temos a vantagem de levar o livro para casa”, afirmou. Com acervo de 1,6 mil livros de diferentes níveis, dezenas de CDs e DVDs, dez computadores com acesso à Internet, a Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi ainda disponibiliza a “Hora do Conto”, quando os monitores ou professores usam livros fantoches, dedoches e fantasias para contar histórias para os usuários das escolas que visitam as unidades.

Ela também oferece “Hemeroteca”, onde ficam as coleções de jornais, revistas, periódicos e recortes de textos veiculados em diversos tipos de mídia, da “Cinemateca”, com vídeos educativos, documentários e de lazer, e espaço para a pesquisa escolar, com acervo composto de obras nas diversas áreas do conhecimento, contemplando diferentes gêneros da literatura. Os usuários também podem levar os livros para casa, pois as bibliotecas oferecem condições para empréstimos dos exemplares, sendo possível o empréstimo pelo prazo de sete dias corridos.