Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Chuva de 130 milímetros leva inundações e caos a vários pontos de Dourados

Hoje, as chuvas começaram por volta das 11 horas e continuou, incessantemente, até por volta das 14 horas

Dourados News

03 de Fevereiro de 2011 - 10:09

O mês de fevereiro começou trazendo um índice pluviométrico bem acima da normalidade. Apenas em dois dias (01 e 02) já choveu cerca de 130 milímetros, segundo afirmação do coordenador municipal da Defesa Civil, João Vicente Chencarek. “É um volume muito grande e não há como evitarmos alguns problemas, haja vista que é uma coisa inesperada”, diz ele.

Ontem, uma pancada de chuva, acompanhada de ventos fortes, provocou a queda de árvores e, em um posto de combustíveis da cidade, chegou a derrubar toda a cobertura do comércio.

Hoje, as chuvas começaram por volta das 11 horas e continuou, incessantemente, até por volta das 14 horas. Com o grande volume de água, outras árvores voltaram a ser derrubadas em vários pontos da cidade e na região da Vila Cachoeirinha, a inundação foi inevitável em diversas residências.

Em alguns pontos da Cachoeirinha, a água chegou a 1,5 metro de altura, inundando várias casas, provocando grandes estragos em móveis e eletrodomésticos. Uma das moradoras, que pediu para não ser identificada, teve que erguer os móveis para evitar um prejuízo maior. “Já fiz um muro para evitar as enchentes, mas nem isso resolveu. Quando a chuva vem forte, temos que ser rápidos, pois só dá mesmo para erguer tudo dentro de casa”, disse ela.

Conversando com o Douranews, Vicente Chencarek disse que além de estar chovendo bem acima da média, o lixo jogado por moradores nas proximidades dos córregos contribui para piorar o problema. “Quando vêm as chuvas todo esse material é levado para dentro do leito dos córregos e para as vias de esgotamento pluvial, o que provoca o entupimento dos canais por onde a água deveria escoar. Com isso, há o transbordamento e conseqüente alagamento da região do fundo de vale e adjacências”, explicou.

A mesma moradora concordou com ele, contando ainda que “é comum a gente ver as pessoas jogando lixo, entulho e até animais mortos dentro dos córregos. Sabemos que isso é errado, mas não temos como evitar. Só esperamos que as pessoas se conscientizem e passem a preservar mais os córregos, não jogando lixo, para que não aconteçam enchentes tão graves em nosso bairro”, finalizou.