Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Chuvas dificultam processamento da cana em Mato Grosso do Sul

O mix de produção - quantidade de matéria-prima destinada a fabricação de diferentes produtos nas usinas - está em 72,05% para o etanol e 27,95% para o açúcar.

Assessoria

13 de Julho de 2013 - 10:18

O volume de cana-de-açúcar processado nas unidades produtoras de Mato Grosso do Sul teve queda de 61,3% na segunda quinzena de junho, em relação ao mesmo período da safra 2012/2013.

Os dados são referentes ao levantamento quinzenal realizado pela Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), que apontam produção de 690 mil toneladas, contra 1,7 milhão de toneladas na mesma quinzena do ano passado.

"As chuvas que atingiram algumas regiões produtoras dificultaram a operacionalização da colheita e reduziram a oferta de matéria-prima para as usinas", explica o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho.

O Estado atingiu a moagem de 12,4 milhões de toneladas de cana no acumulado até a segunda quinzena de junho, 48,2% a mais do que o registrado no mesmo período da safra anterior, quando foram processadas 8,4 milhões de toneladas de matéria-prima. Isso acontece porque, no ciclo anterior, as chuvas também prejudicaram a colheita.

Ainda assim, a fabricação de açúcar aumentou 25,58% no acumulado até a segunda quinzena de junho frente ao mesmo período do ciclo passado, e chegou a 409 mil toneladas. Para o processamento de etanol, o salto foi maior, de 59,06%, atingindo 647 milhões de litros, dos quais 484 milhões de litros do hidratado e 163 milhões de litros do anidro.

O mix de produção - quantidade de matéria-prima destinada a fabricação de diferentes produtos nas usinas - está em 72,05% para o etanol e 27,95% para o açúcar.

Centro-Sul

Na região Centro-Sul do Estado, o volume de matéria-prima processado pelas unidades produtoras no acumulado parcial da safra é de 151,6 milhões de toneladas, volume 56,86% maior do que no mesmo período do ano passado, quando foram processadas 96,6 milhões de toneladas.

A Biosul

A Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) tem como características a gestão profissional e associativista para a expansão da cana-de-açúcar e seus derivados no Estado. Também é responsável pela organização de comitês técnicos, para agilizar a tomada de decisões e soluções para o setor com base no conhecimento de seus membros.  Desde 2008, toda a produção de cana moída de MS está ligada à Biosul, que conta com 24 associadas em 20 unidades de operação.