Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Sidrolandia

Com desenvolvimento humano melhor que Corumbá, Ladário chega aos 235 anos

A avaliação dos indicadores aponta que entre 2000 e 2010, o IDHM passou de 0,605 em 2000 para 0,704 em 2010, uma taxa de crescimento de 16,36%

Diário Online

02 de Setembro de 2013 - 09:00

Ladário chega aos 235 anos de fundação nesta segunda-feira, 02 de setembro, ostentando avanços significativos com a população ultrapassando os 20 mil habitantes. A estimativa de 2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que a cidade tem 21.106 moradores. No Censo de 2001, aparecia com população de 15.313 pessoas.

A cidade registra Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) melhor que o de Corumbá. É o que mostra o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e com a Fundação João Pinheiro.

A avaliação dos indicadores aponta que entre 2000 e 2010, o IDHM passou de 0,605 em 2000 para 0,704 em 2010, uma taxa de crescimento de 16,36%. Os números do IDHM mostram que a dimensão que mais cresceu no município, em termos absolutos, foi a Educação (com crescimento de 0,175), seguida por Longevidade e por Renda. Houve redução de 14% nas taxas de mortalidade infantil (crianças com menos de um ano) em Ladário. O índice caiu de 22,1 por mil nascidos vivos em 2000 para 19,0 por mil nascidos vivos em 2010.

Os números do IDHM mostram que em Ladário a renda mensal per capita média cresceu 132,84% nas últimas duas décadas, passando de R$ 247,02 em 1991 para R$ 451,39 em 2000 e R$ 575,16 em 2010. O valor é abaixo do salário mínimo atual, que é de R$ 678.

Município foi criado em 1953

A história de Ladário, município situado à margem direita do rio Paraguai, em termos de fundação é a mesma de Corumbá, faz parte do contexto pela defesa do sul da então Capitania de Mato Grosso, contra os espanhóis.

O administrador da província brasileira de Mato Grosso, Luiz de Albuquerque de Mello Pereira e Cáceres recebeu carta do Capitão Geral de São Paulo, Luiz Antonio de Souza Botelho Mourão, informando do avanço castelhano numa violação espanhola ao Tratado em vigor, devendo voltar-se imediatamente à defesa das fronteiras do baixo Paraguai. Para a iniciativa, contratou os serviços do sertanista João Leme do Prado.

Escolhida a área, João Leme do Prado retornou a Cuiabá com a finalidade de trazer a família, alguns casais e trabalhadores para o desbravamento. Não se instalou onde hoje é Corumbá, seguiu viagem e surpreendido por uma forte ventania atracou a embarcação nas terras ladarenses. Reconhecendo que o local era ideal, em 02 de setembro de 1778, Leme do Prado tomou posse da área.

Ladário foi elevada à condição de distrito pela Lei 134, de 16 de março de 1861. O município foi criado pela Lei 679, de 1º de dezembro de 1953. Instalado em 17 de março de 1954. O nome é uma homenagem à terra natal do administrador da província brasileira de Mato Grosso, Luiz Albuquerque de Mello Pereira e Cáceres, a Província de Vizeu, em Portugal.