Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Sidrolandia

Com três semanas de atraso Governo prorroga cedência de Ortega que agora virou oposição

A volta de Ortega à Secretaria ou qualquer outra função na Prefeitura se inviabilizou politicamente.

Flávio Paes/Região News

13 de Outubro de 2015 - 15:05

Só nesta terça-feira, três semanas depois da exoneração do papiloscopista Clayton Ortega da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, é que o governo do Estado publicou o decreto de renovação, sem ônus para origem, da sua cedência para a Prefeitura de Sidrolândia até 31 de dezembro.

O decreto surpreendeu o secretário de Governo, Ilson Peres, já que a Secretaria de Justiça e Segurança Pública, vinha pressionando pela volta de Ortega ao seu trabalho junto ao Posto de Identificação e no suporte do trabalho de investigação da delegacia. A cedência anterior, concedida por dois anos em 2012, venceu em setembro passado.

A volta de Ortega à Secretaria ou qualquer outra função na Prefeitura se inviabilizou politicamente. O partido do qual é presidente municipal, o PSL, rompeu politicamente com a atual gestão, tendo atraído para atraídoi para os quadros do partido, o vice-prefeito Marcelo Ascoli, que se apresenta como pré-candidato a prefeito na expectativa de se viabilizar como terceira via na polarização entre PMDB e PSDB.

Um grupo de quase 60 filiados ao PSL, sob liderança do suplente de vereador e assessor de imprensa da prefeitura, Cid Pinheiro, deixou a agremiação, por discordar do posicionamento de Ortega. Além disso, já foi até nomeada uma secretaria interina, Vanir Rosane Disckln Areco, para substituir o ex-secretário na Juventude, Esporte e Lazer.