Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Concurso escolhe gay mais bonito de MS em campanha contra homofobia

A etapa regional ocorre neste sábado (14), a partir das 19h30, no Museu de Arte Contemporânea de Campo Grande. Os convites custam R$ 20,00.

Campo Grande News

14 de Setembro de 2013 - 08:00

Pela primeira vez, Mato Grosso do Sul participará do concurso nacional “Mister Brasil Diversidade”, que revela as belezas de homens que são assumidamente gays.

Além da Capital, há candidatos das cidades de Dourados, Jardim, Corumbá, Bonito, Miranda e Três Lagoas. O grupo vai passar pelo olhar criterioso da bancada de jurados, formada por 10 profissionais ligados à moda, beleza, comportamento e cultura. A etapa regional ocorre neste sábado (14), a partir das 19h30, no Museu de Arte Contemporânea de Campo Grande. Os convites custam R$ 20,00.

O cabeleireiro Rubens Roberto, 33 anos, vai representar Campo Grande. Ele conta que foi convidado para participar do concurso há 1 mês e decidiu se arricar, mesmo sem se preparar para o evento. Segundo ele, o convite surgiu por conta do “perfil”. "Por causa do porte físico, da postura “máscula”", explica. Aceitar a proposta, na opinião de Rubens, é uma forma de combater a homofobia.

No site acapa.virgula.uol.com.br, há uma votação para escolher qual é o modelo mais popular. Há 1 semana participando do concurso, na internet, Denis Willian, de 27 anos, representa Jardim e já é o candidato mais votado na internet, dono de 35% dos votos.

A vontade de entrar no concurso, segundo ele é para que o preconceito contra os homossexuais chegue ao fim. Ele conta que já sentiu o preconceito na pele na hora de procurar emprego e hoje, como representante comercial, conta que em viagens ao interior do Estado alguns clientes olham “torto”.

Segundo um dos organizadores, David Andrade, a proposta do evento acima de tudo é mostrar à sociedade que não há promiscuidade no fato de ser homossexual. "Este pensamento é gerado pele preconceito", diz.

Para provar isso, o concurso aposta não só na beleza, mas também nos valores de cada um. E para isso, o candidato não pode ter fotos em que aparece nú e a ficha policial tem de ser “limpa”. “É mais uma forma de mostrar que o gay é normal como qualquer outra pessoa, livre de julgamentos”.

O concurso nacional acontece em 12 de outubro, em São Paulo. O ganhador vai levar como prêmio R$ 5.000,00.