Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Conselheira tutelar eleita é cassada por não ter carteira de motorista

Com a impugnação do registro da candidatura de Daiane, automaticamente foi convocada Clenilce como suplente.

Flávio Paes/Região News

11 de Julho de 2013 - 15:17

A falta de Carteira Nacional de Habilitação categoria B (CNH para dirigir carros de passeio) provocou a cassação de Daiane dos Santos, funcionária da Seara que foi eleita no último dia 22 com 161 votos, conselheira tutelar de Sidrolândia, com a segunda melhor votação.

Reunido na última segunda-feira, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente acatou o recurso da primeira suplente, Clenilce Silva de Arruda, de que a inscrição de Daiane deveria ter sido anulada porque ela não cumpriu uma das exigências do edital que convocou a eleição (3.2) que era apresentação da CNH categoria B, tendo anexado na documentação cópia da carteira categoria A, habilitação apenas para motocicleta.

Com a impugnação do registro da candidatura de Daiane, automaticamente foi convocada Clenilce como suplente. Ela obteve 70 votos e não conseguiu ser reconduzida ao cargo. Agora o primeiro suplente passa a ser Clemilson de Oliveira (que teve 43 votos) e Marcelo de Souza Camargo (com 27 votos) passou a ser o quinto suplente.    

Conselheiros Tutelares

1. Aide Garcia Barbosa – 225 votos

2. Álvaro Martins Gonçalves – 148 votos

3. Flávia Ximenes Pereira – 136 votos

4. Reginaldo Rodrigues de Mello – 108 votos

5. Clenilce Silva de Arruda – 70 votos

Conselheiros Tutelares suplentes:

1. Clemilson de Oliveira Mello – 43 votos

2. Elaine Aparecida Lima Fernandes – 34 votos

3. Mário Celso Amorim Leite – 31 votos

4. Marcelo de Souza Camargo -27 votos