Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Conselho da Paróquia N Sra da Abadia reage contra atitude de Pastor

Leia o artigo em resposta elaborado pelo Conselho Pastoral da Paróquia Nossa Senhora da Abadia

Franciane Trindade/Região News

11 de Fevereiro de 2011 - 10:27

Conselho da Paróquia N Sra da Abadia reage contra atitude de Pastor
Foto: Marcos Tom

Por meio de um artigo, o Conselho Pastoral da Paróquia Nossa Senhora da Abadia reagiu à iniciativa do pastor Adilson Machado de Souza, da Igreja Evangélica de Sidrolândia, que quer tirar a inscrição “Ave Maria” da bandeira da cidade

Segundo relatou Pastor Adilson a reportagem do Jornal Eletrônico Região News, tal escrita é um desrespeito com as demais religiões existente em Sidrolândia, tendo em vista que a bandeira do município representa cada cidadão sidrolandense, razão pela qual, a municipalidade deve respeitar a crença de cada um.

“No artigo 19 da Constituição Federal é vetado o vínculo religioso dos estados, municípios e união. A lei que ficou conhecida por laicismo trata, defende e promove a separação do Estado das igrejas e comunidades religiosas, assim como a neutralidade do Estado em matéria religiosa”, comentou Adilson.

Leia o artigo em resposta elaborado pelo Conselho Pastoral da Paróquia Nossa Senhora da Abadia

Nosso irmão em Jesus Cristo o Sr. Adilson alega que o nome AVE MARIA na bandeira aponta somente a decisão ou uma vontade da doutrina Católica. Expor o nome AVE MARIA não aceita pelas Igrejas protestante, que assim alegam ferir o texto bíblico em EX:20,4 que trata das imagens e não condiz com o costume e a Doutrina protestante.

Sendo assim responderemos fundamentados em duas maneiras: A primeira responderá na questão social e a segunda na questão teológica.

Pela questão social respondo que em primeiro lugar somos Irmãos em Cristo Jesus, pois assim ele nos ensinou ”Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

Há alguns dias atrás houve um incêndio na cidade de Sidrolândia em um ponto comercial e abalou profundamente nossa cidade, porque foi uma perda lastimável e depois de conter as chamas eu estive conversando com uma pessoa que me falou das coisas de Deus e por sinal muito bem, nós conversamos trocamos idéias que renovaram nosso espírito, de conhecimento e experiência no mundo espiritual, pois tínhamos acabado de sofrer muito com os companheiros que ali estavam.

Do antigo testamento fomos para o novo e ficamos ali porque a nossa conversa era de bom proveito e isso nos encoraja para a luta do dia a dia. Se tivéssemos que lutar em outro incêndio não hesitaríamos, e logo em seguida eu fiquei sabendo que ele era da Igreja I.E.S mesmo sentado em bancos separados a palavra de Deus nos sustentou e nos sustenta pois nos vimos como irmão.

É assim que precisar ser, a religião precisa nos unir, pois no céu não há duas portas uma para católico e outra para os evangélicos. Precisamos tomar muito cuidado para não sermos enquadrados no texto da epistola de São João cap. 12v.9 Que diz “Aquele que diz estar na luz e odeia seu irmão Jaz ainda nas trevas”. São Paulo, nosso irmão alerta na epistola a Tito no Cap.03 v. 09.

“Quanto a questões tolas, genealogia contendas, e disputas relativas a lei foge delas , porque são inúteis e vãs. O homem que assim fomenta divisões depois de advertido uma primeira e uma segunda vez , evita-o , visto que esse tal é um perverso , que perseverando no seu pecado, condena a si “próprio”

Acredito que nós e nem o irmão Adilson queremos responder pela indignação do apostolo Paulo.

Portanto irmão Adilson olhe a sua volta e veja a face de Jesus nos pobres, nos doentes, nos encarcerados, nas crianças, etc. Assim a comunidade ira lhe reconhecer como um homem de Deus.

Porque se não, não poderemos rezar ou orar “PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU...”

Resposta na questão teológica.

Irmão Adilson: Estamos preocupados com você!

Por quê?

Ora porque quem se irrita com o nome de Maria é o diabo. Assim a bíblia nos mostra de forma direta, transparente e irrevogável, veja o que diz a palavra de Deus em Genesis 3.15 “porei ódio entre ti e a mulher”. Assim diz o criador para serpente que é o próprio demônio, e o texto nos diz, e assim compreendemos, se eu tenho amor à mulher do Genesis estou com Deus, mas se não tenho , estou com quem?

Jesus chama a mamãe Maria por duas vezes de “mulher” a primeira vez em (Jo 2,4) e a segunda em (Jo19,26) Para que fique bem claro que Maria é a mulher do Gn-3.15 e ele a sua descendência, não podemos nos esquecer do texto bíblico em Lucas 1,48 que diz o contrario de Gn3,15 Lc1,48 “Porque olhou para sua pobre “serva” por isso desde agora me proclamarão bem aventurada todas as geração “ todas significa até o fim.

Não podemos nos esquecer que isto se chama testamento, e a palavra testamento é a vontade de quem escreveu em papel e isto se cumpra.

Quem é o autor da bíblia? Proclamar o nome de Maria como na bandeira da cidade não se trata de idolatria, pois o próprio texto acima mostra Maria como serva e não como deusa. Para titulo de esclarecimento o texto de Ex.20,4 o nosso Deus proíbe sim o feitio de imagens, mas a proibição se refere a imagens de outro deus, que queira substituir o único e verdadeiro Deus. O Deus da bíblia não se pode generalizar a questão das imagens com uma interpretação pessoal e errônea, que levará a distorção do texto e do contexto para nascer um pretexto.

É isso que dá deixar de estudar a teologia e aceitar a achologia. Não podemos esquecer que o próprio Deus pediu que se erguesse uma serpente de bronze num poste no livro de numero 21.4. No livro do Ex. 25,18 Deus pede que façam dois querubins sob a arca da aliança (imagens de dois anjos). Então entrou Deus em contradição? Por certo que não.

O que não pode é jogar as imagens de nossos irmãos santos no mesmo lixo das imagens que se intitulam deuses que a nós é proibido.

O apostolo Pedro nos alerta sobre isto dizendo sobre as escrituras em II PD 3,16,"nelas há algumas passagens difíceis de entender cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam , para sua própria ruína como o fazem também como as demais escrituras".

O apostolo chama a atenção de quem interpreta as escrituras ao bel prazer sem a autorização oficial de quem realmente foi escolhido para interpretar. Alias, voltando a questão da bandeira, o próprio Deus chama Maria e diz que ela é cheia de graça (santa), modelo de cristão em tudo. A mãe do nosso salvador

Mãe santa - filho santo.

Mãe casta – filho casto.

Mãe obediente – filho obediente.

Por isso Jesus disse: “O fruto nunca cai longe do pé”.

Escrito por Luis Medalha, membro do conselho e estudante de Teologia. Membro da casa de recuperação Bom Samaritano, formador dos catequistas de Sidrolândia e pastoral do curso de batísmo.