Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Sidrolandia

Conselho de Ensino aprova criação do curso de Medicina em Campo Grande

O curso tem previsão de ofertar 48 vagas, com um tempo de integralização de, no mínimo seis e, no máximo, oito anos

Correio do Estado

26 de Setembro de 2014 - 15:35

O Conselho de Ensino e Pesquisa (Cepe) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) aprovou em votação histórica nesta semana a criação do curso de Medicina, ocorrida no anfiteatro da sede da UEMS, em Dourados.

Os integrantes do Conselho chancelaram, por expressiva votação, a criação da graduação em Medicina que será ofertada pela unidade universitária de Campo Grande, atendendo uma demanda nacional em favor da expansão do número de ofertas de vagas para profissionais de medicina e contribuindo para que a UEMS se fortaleça, ainda mais, no cenário regional.

A criação do bacharelado em Medicina da UEMS foi efetivada em sequência à votação favorável do projeto pedagógico do curso, apreciado pela Câmara de Ensino do Cepe. O curso tem previsão de ofertar 48 vagas, com um tempo de integralização de, no mínimo seis e, no máximo, oito anos.

A UEMS será a primeira universidade do País a garantir, por meio de cotas permanentes, o ingresso de negros e indígenas a um curso de Medicina, consolidando a política institucional voltada às minorias e fortalecendo o papel da universidade em oportunizar o acesso dessas populações ao ensino superior com qualidade.