Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 25 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Coordenador de saúde indígena pede exoneração do cargo

A saída de Nelson era a principal reivindicação da segunda maior população indígena do país, com 75 mil pessoas.

MPF/MS

17 de Outubro de 2013 - 16:29

O coordenador-chefe do DSEI (Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena) Nelson Carmelo Olazar, pediu a exoneração do cargo durante a reunião promovida pelo MPF na sede da instituição em Campo Grande, na quarta-feira.

A saída de Nelson era a principal reivindicação da segunda maior população indígena do país, com 75 mil pessoas.

A reunião contou com a presença do secretário-substituto da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), Fernando Rodrigues da Rocha, superior hierárquico do coordenador. O diálogo só foi possível após intermediação do procurador da República Emerson Kalif Siqueira.

Durante a reunião, o procurador da República Emerson Kalif Siqueira solicitou à Sesai que reavalie a atual estruturação do DSEI, que mesmo atendendo à 2ª maior população indígena do país, tem a mesma estrutura que distritos 10 vezes menores.

Entre as principais reclamações estão a prestação permanente de serviços de plantão; maior frequência dos atendimentos médicos e odontológicos nas aldeias; melhor estruturação dos postos de atendimento e rapidez no fornecimento de medicamentos receitados e na entrega de exames.