Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

CPI da Assembleia vai ouvir Diretor da Telemídia e Presidente do Conselho Estadual de Saúde

A oitiva com Naim Alfredo Beydoun e Alexandre Correa Bueno vai acontecer a partir das 14 horas, no Plenário deputado Júlio Maia, na Assembleia Legislativa, e é aberta à população.

Assessoria

13 de Setembro de 2013 - 08:29

O Diretor-presidente do Consórcio Telemídia e Technology International, Naim Alfredo Beydoun, e o Presidente do Conselho Estadual de Saúde, Alexandre Correa Bueno, serão ouvidos na próxima segunda-feira (16) pelos deputados que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa, a qual apura possíveis irregularidades nos repasses do Sistema Único de Saúde para unidades hospitalares de 11 municípios do Estado.

A oitiva com Naim Alfredo Beydoun e Alexandre Correa Bueno vai acontecer a partir das 14 horas, no Plenário deputado Júlio Maia, na Assembleia Legislativa, e é aberta à população. Em relação ao Presidente do Conselho Estadual de Saúde, os parlamentares querem saber se a entidade fiscaliza a aplicação dos recursos do SUS e se suas reivindicações são aceitas pelas Secretarias de Saúde do Estado e dos municípios.

Já em relação ao Diretor-presidente do Consórcio Telemídia, os deputados querem obter informações sobre o Sistema Gisa, de responsabilidade da empresa, o qual foi adquirido pela Prefeitura Municipal de Campo Grande pelo valor de quase R$ 10 milhões, e que até hoje, após quatro anos da instalação, não funciona.

Segundo o deputado estadual, Amarildo Cruz (PT), as oitivas com Naim Alfredo Beydoun e Alexandre Correa Bueno são necessárias para complementação do relatório final da CPI da Saúde. “Temos questionamentos que precisam ser feitos a essas pessoas. Queremos saber se o Conselho Estadual de Saúde está sendo atendido nas suas reivindicações. Também temos uma série de perguntas que precisam ser respondidas pelo Diretor-presidente do Consórcio Telemídia em relação ao Sistema Gisa”, finalizou.