Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 3 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

CPI da Saúde em MS já requisitou mais de 200 documentos

Conforme o deputado estadual Amarildo Cruz, durante as oitivas ficou constato que muitos municípios são apenas repassadores de recursos públicos do SUS.

Assessoria

23 de Agosto de 2013 - 09:20

O deputado estadual, Amarildo Cruz (PT), usou a tribuna na sessão ordinária desta quinta-feira (22) para comunicar que a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa, que investiga possíveis irregularidades nos repasses do Sistema Único de Saúde, já requisitou mais de 200 documentos às Secretarias Municipais, à Secretária de Saúde do Governo, às Prefeituras Municipais e aos hospitais que recebem recursos do SUS.

Segundo o deputado estadual Amarildo Cruz, presidente da CPI da Saúde em MS, a maior parte dos documentos já foram entregues aos técnicos da Comissão Parlamentar de Inquérito. “Essa documentação é muito importante porque mostra como está sendo conduzida a saúde em Mato Grosso do Sul. Com base nesses documentos podemos confrontar informações com depoimentos que realizamos durante nossas oitivas”, comunicou. 

Ainda de acordo com o parlamentar, quase 20 reuniões já foram realizadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde em MS desde a sua criação. “Já ouvimos mais de quarenta pessoas em seis cidades do interior do Estado e em Campo Grande. Foram oitivas extremamente importantes, que ajudam a elucidar alguns questionamentos que surgiram durante a nossa investigação”, salientou.

Conforme o deputado estadual Amarildo Cruz, durante as oitivas ficou constato que muitos municípios são apenas repassadores de recursos públicos do SUS. “A cidade precisa ter verdadeiro gestor, que aplica e fiscaliza a execução desses recursos. Outro problema constatado foi que em todas as localidades há falta de médicos para trabalhar. Precisamos reverter esse quadro. A população não pode continuar sofrendo da maneira como está”, disse.

Por fim, o deputado estadual Amarildo Cruz destacou que a CPI da Saúde é uma das maiores investigação já ocorridas em Mato Grosso do Sul. “Estamos realizando um trabalho sério, objetivo que tem a única pretensão de melhorar a qualidade da saúde oferecida à população sul-mato-grossense. Temos que ser propositivos no sentido de apontar melhorias. Tenham certeza absoluta que vamos fazer o melhor relatório sobre o raio-x da saúde de MS. Prefiro pecar por ação do que por omissão”, finalizou.