Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Crise poderá provocar debandada do PDT em Sidrolândia

Informações preliminares dão conta de que Coronel Cesar já teria se filiado ao PMDB na expectativa de permanecer no primeiro escalão

Marcos Tomé/Região News

16 de Dezembro de 2010 - 14:41

Crise poderá provocar debandada do PDT em Sidrolândia
Crise poder - Foto: Marcos Tom

O PDT, que também integrou a aliança partidária formada para apoiar a reeleição de Daltro Fiúza, deve sofrer uma debandada, com a saída de lideranças mais próximas do prefeito, começando pelo vice-prefeito, Ilson Barbosa, que antes desta crise articulava o Partido Socialista Brasileiro (PSB). 

Segundo informações extra-oficiais já se desfiliaram do partido os secretários de Infraestrutura, Coronel Cesar e a de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rosemeire Aparecida Garcia de Brito Camilo. Os dois chegaram a ser comunicados pelo prefeito da exoneração dos cargos, mas pelo menos na edição de hoje do Diário Oficial, os atos de demissão não foram publicados.

o PDT Diferentemente do PT, que indicou militantes das suas várias tendências (inclusive a que acompanha o vereador Jean) para ocupar cargos na administração, os pedetistas não tem um histórico de militância.

Por exemplo, os dois vereadores do partido, Waldemar Acosta e Antonio Galdino, não tiveram influência nestas indicações. A secretária Rosemeire Aparecida foi uma escolha pessoal do vice-prefeito Ilson Barbosa. Já Coronel Cesar, ex-vereador, é próximo do ex-presidente da Câmara, Nelson Feitosa.

Diante da crise e buscando sobrevivência na administração de Fiúza, o PDT poderá sofrer debandada. Já o PT, ao contrário do que se chegou a cogitar nos bastidores, de que o partido estaria rachado e provavelmente expulsaria o vereador Jean por suas atitudes, deverá analisar com mais frieza o caso.

Segundo levantou o Jornal Eletrônico Região News, membros da executiva do PT não acreditam em retaliação em interna e sim, um unificação no campo das idéias. O partido rachado perderia força política, fato que deixaria o mesmo vulnerável no trato político.