Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Daltro Fiúza assina R$ 5,7 milhões em ordens de serviços e contratos

O prefeito Daltro Fiúza agradeceu o apoio da Caixa e reconheceu a participação decisiva da bancada federal para garantir os recursos

Flávio Paes/Região News

06 de Janeiro de 2011 - 13:40

Daltro Fiúza assina R$ 5,7 milhões em ordens de serviços e contratos
Daltro Fi - Foto: Marcos Tom

No último ato antes de sair de férias por duas semanas, o prefeito Daltro Fiúza assinou nesta quarta-feira ordens de serviços para construção de 10 salas de aula em três assentamentos e sete contratos com a Caixa Econômica Federal garantindo já na primeira semana de 2011, investimento de R$ 5,7 milhões em obras e projetos na área urbana e rural.

Deste total, os assentamentos vão ser beneficiados com R$ 3,6 milhões, sendo R$ 2,1 milhões para a construção das escolas nos assentamentos Barra Nova, Jibóia e Eldorado Núcleo Che Guevara e R$ 1,4 milhão, aplicados na recuperação de 256 km/> de estradas vicinais, recuperação de duas pontes, aquisição de 23 resfriadores de leite, cada um com capacidade para 2 mil litros, além de patrulhas mecanizadas para os Assentamentos Che Guevara,Eldorado/ Fetagri e Eldorado I.

Foi ainda assinado com a Caixa Econômica Federal contrato para obras de pavimentação e drenagem no bairro Sol Nascente, no valor de R$ 987,6 mil, recursos do Ministério das Cidades, que complementados com a contrapartida da prefeitura, elevarão o investimento a R$ 1,4  milhão.

A este valor se somarão mais R$ 500 mil assinados semana passada com o Ministério da Integração Nacional, com R$ 139 mil de recurso municipal. No total serão aplicados praticamente R$ 3 milhões nesta região da cidade que receberá toda urbanização, incluindo o prolongamento da Avenida Antero Lemes da Silva até a Casa da Cultura, obra estimada em R$ 300 mil, já licitadas, com recursos empenhados e só dependendo da liberação para ser assinada a ordem de serviço.

Segundo o superintendente Regional da Caixa Econômica, Paulo Antunes, Sidrolândia foi a primeira das sete prefeituras de Mato Grosso do Sul que estão habilitadas a assinar contratos. “Esta é uma etapa importante e o fato da cidade ter saído na frente contribuirá para acelerar o repasse dos recursos”, explicou.

Assinado o contrato o próximo passo é a prefeitura apresentar o detalhamento técnico e o cronograma físico-financeiro detalhado. Vencida esta etapa, os recursos serão empenhados, as obras serão licitadas e depois da verba liberada, então o prefeito assinará as ordens de serviço.

O prefeito Daltro Fiúza agradeceu o apoio da Caixa e reconheceu a participação decisiva da bancada federal para garantir os recursos. “Em 2010 tivemos dificuldades de liberação dos recursos por conta do período eleitoral, acredito que neste ano haverá maior agilidade nos repasses”, comentou.

Daltro diz que tem agido com extrema cautela ao autorizar o início de obras. “Não autorizo nenhuma obra sem que tenha os recursos garantidos, o simples empenho não é suficiente”, revelou o prefeito que citou como exemplo desta postura a construção das escolas nos assentamentos, um projeto que tem mais de três anos. “Em 2010 conseguimos empenhar o dinheiro previsto. Como já conseguimos a liberação de metade, já é possível iniciar a construção das escolas”, explicou. As três escolas devem ficar prontas até setembro. A maior delas é a do Assentamento Eldorado II, com 851,63 metros/> quadrados/>, com investimento de R$ 849 mil. A escola terá seis salas de aula, uma sala de informática, uma sala de leitura, área administrativa, área de serviços, banheiros e pátio central.

As outras escolas (do Jibóia e Barra Nova), serão menores, com quatro salas de aula, 785 metros/> quadrados/>. Cada um, custará  R$ 655,3 mil.