Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Decreto corta gastos com servidores da Prefeitura de Fátima do Sul

A decisão instalou clima instabilidade na administração municipal e funcionários temem até ficar sem o décimo-terceiro salário.

Campo Grande News

06 de Setembro de 2013 - 16:26

Em decreto, publicado ontem (5), o prefeito de Fátima do Sul, Júnior Vasconcelos (PSDB), cortou despesas com a folha salarial e suspendeu férias de servidores. A decisão instalou clima instabilidade na administração municipal e funcionários temem até ficar sem o décimo-terceiro salário.

A economia leva em conta suposto excesso de contratações de terceirizados. Segundo dados da assessoria de imprensa, apenas para escritórios de advocacia e de contabilidade de outras cidades as despesas atingem quase R$ 30 mil mensais ou mais de R$ 300 mil por ano.

No início de seu mandato, Júnior contratou também uma empresa para fazer Operação Tapa-buracos, cujo serviço, posteriormente, teria sido executado por servidores da Secretaria Municipal de Obras.

O decreto de número 80 reduz os gastos com a máquina administrativa, diminuiu a remuneração e as gratificações de servidores, mas não trata dos contratos com as empresas terceirizadas que deverão continuar, apesar das dificuldades que a prefeitura vem enfrentando.

Alerta - No mês de abril deste ano, as contratações de empresas terceirizadas foi tema de debate na Câmara Municipal de Fátima do Sul. O vereador Cleison Cavalcante (PSD) usou a tribuna para alertar e levar ao conhecimento da população o gasto do dinheiro público com terceirizados para realizar serviços, que supostamente poderiam ser executados pelos próprios servidores municipais.