Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Delcídio, Amarildo e Tetila promovem audiência pública para discutir ferrovia

A EF-267 é umas das ferrovias priorizadas pelo Governo Federal e ligará a região do Bolsão e da Grande Dourados, no Mato Grosso do Sul, aos municípios de São Paulo.

Assessoria

16 de Agosto de 2013 - 07:50

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, em parceria com o Senado, realiza nesta sexta-feira, de agosto, às 8 horas, a audiência pública "Ferrovia EF-267: Integração e Desenvolvimento para Mato Grosso do Sul".

O evento foi proposto pelos deputados estaduais Amarildo Cruz (PT) e Laerte Tetila (PT) e o senador Delcídio do Amaral (PT) e contará com a presença de diversas autoridades, entre elas o presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo.

A EF-267 é umas das ferrovias priorizadas pelo Governo Federal e ligará a região do Bolsão e da Grande Dourados, no Mato Grosso do Sul, aos municípios de São Paulo.

Os trilhos passarão por Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica, Deodápolis, Dourados e Maracaju, com ramais integrando à malha ferroviária do Paraná, permitindo o escoamento da produção pelo município de Mundo Novo para Guaíra, Cascavel, Guarapuava, Irati, Iguaçu e Paranaguá, onde está localizado um dos mais importantes portos do Brasil.

De acordo com Delcídio, a EF-267 criará uma nova e eficiente alternativa para escoar a produção agropecuária do estado, “a um custo de frete bastante competitivo, o que deverá impulsionar ainda mais a economia de Mato Grosso do Sul, gerando riquezas e milhares de novos empregos”.

Tetila diz que a nova ferrovia faz parte de um arrojado projeto de integração nacional da presidenta Dilma Rousseff e representa para Mato Grosso do Sul o desenvolvimento e melhoria nas cadeias produtivas, solucionando a falta de logística.

”Esta estrada de ferro é um passo importante para integrar nosso Estado ao mercado brasileiro e aos países do Mercosul, alcançando também os mercados asiáticos por meio do transporte marítimo” afirma.

Para o deputado estadual Amarildo Cruz, a ampliação da malha ferroviária do estado mostra mais uma vez que o Governo Federal está preocupado com Mato Grosso do Sul.  “A ampliação da Ferrovia EF-267 será muito importante, Mato Grosso do Sul se tornará um dos principais caminhos para o escoamento de grãos do País”, destacou.

O ramal será licitado ainda este ano. A previsão é de que os primeiros vagões já estejam transitando em 2019. A linha férrea está prevista no Programa de Investimento e Logística, lançado no dia 15 de agosto do ano passado, que prevê investimentos de R$ 91 bilhões em 25 anos.