Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 3 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Desmoronamento interrompe parcialmente trânsito entre Cassilândia e Paranaíba

A liberação total deve ocorrer somente quando a água baixar e a PRF verificar as condições das pontes atingidas.

Jornal Tribuna Livre

04 de Março de 2011 - 13:54

Um trecho da BR-158 entre Cassilândia e Paranaíba desmoronou com a força das águas e ficou interditado deste ontem (3). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a canalização subterrânea não suportou a chuva na altura do quilômetro 79 e metade da pista cedeu.

Por volta das 11 horas desta sexta-feira (4), a PRF informou que o trânsito foi liberado para veículos de passeio e caminhonetes sem carga. A liberação total deve ocorrer somente quando a água baixar e a PRF verificar as condições das pontes atingidas.

O funcionário do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte), Milton de Paula, responsável pela reparação da rodovia esteve no local do desmoronamento para averiguar os estragos. Ele relatou que o engenheiro Milton Marinho estará vistoriando o local para análise técnica para verificar a possibilidade de liberar o tráfego em meia pista sem riscos para os usuários.  

Devido à interdição da rodovia, cassilandenses que cursam Direito em Paranaiba não conseguiram retornar àquela localidade. Eles não tiveram outra opção a não ser dormir nos ônibus estacionados no Terminal Rodoviário de Paranaíba.

Alagamentos

Em Paranaíba, moradores da rua Praia Grande também foram vítimas da chuva forte. Com o acumulado dos últimos dias, o córrego Fazendinha transbordou e as casas foram invadias pela água. Muitos moradores passaram a noite em vigília, cuidando para que a água não invadisse as residências.

Uma das moradoras, Maria da Glória Brito, de 67 anos, conta que por volta das 18h de quinta-feira (3) todos em sua casa já ficaram em alerta. Desde então, ninguém dormiu. A parte mais prejudicada foi a cozinha, que fica nos fundos da casa. A idosa perdeu além de todos os eletrodomésticos, os mantimentos também.