Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Dilma anuncia recursos do PAC das Cidades Históricas para Corumbá

Graças a ação do parlamentar, junto com o prefeito Paulo Duarte, em Brasília, Corumbá terá incentivo de R$ 19,6 milhões para investir na preservação do seu patrimônio histórico.

DE BRASILIA

20 de Agosto de 2013 - 07:45

A presidente Dilma Rousseff vai anunciar nesta terça-feira, às 10 horas, em São João Del Rey, Minas Gerais, as obras que serão realizadas, em Corumbá, com recursos do PAC das Cidades Históricas. A informação é o senador Delcídio do Amaral (PT/MS), que articulou junto ao Ministério da Cultura e ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) a inclusão do município pantaneiro na relação das 44 cidades brasileiras contempladas pelo programa do governo federal.

Graças a ação do parlamentar, junto com o prefeito Paulo Duarte, em Brasília, Corumbá terá incentivo de R$ 19,6 milhões para investir na preservação do seu patrimônio histórico.

“Esse é o maior volume de recursos destinados ao patrimônio histórico que Corumbá já recebeu, uma conquista que começou com os recursos do Programa Monumenta, que permitiu uma grande transformação no Porto Geral de Corumbá, com a construção do Centro de Convenções, a revitalização do prédio da Alfândega para a UFMS e a urbanização do porto. Em março deste ano, eu e o prefeito Paulo Duarte  nos reunimos em meu gabinete com a presidente do IPHAN, Jurema Machado, e fizemos os ajustes na proposta da prefeitura para que Corumbá recebesse os recursos. Com os recursos do PAC das Cidades Históricas, prédios de valor histórico relevante serão revitalizados para consolidar Corumbá também como destino do turismo cultural. Fico feliz por ver realizado um compromisso de mandato no sentido de proteger o nosso patrimônio histórico”, destacou o senador.

Corumbá é o único município sul-mato-grossense habilitado pelo governo federal para receber recursos do PAC das Cidades Históricas. Conforme o projeto da prefeitura, com os recursos serão feitos investimentos em restauração ou requalificação dos seguintes prédios históricos: ILA (Instituto Luís Albuquerque), Igreja da Candelária, Praça da República, Praça Uruguai, Praça da Independência, Prefeitura Velha, Hotel Internacional, Casa do Artesão, Antigo Mercadão e Casarão da Comissão Mista.

“Estamos vivenciando um grande avanço na área da cultura. Sem dúvida, não apenas Corumbá, mas toda a população do nosso estado tem muito a ganhar com os investimentos que serão feitos a partir do PAC das Cidades Históricas, e somos gratos ao empenho e a dedicação do senador Delcídio, por ter a cultura entre suas prioridades. A ação do senador foi fundamental”, disse a Superintendente do IPHAN/MS, Norma Dáris Ribeiro.

O PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para cidades históricas foi lançado em janeiro de 2010 pelo governo federal com o objetivo de garantir a preservação da história e da cultura e alavancar o turismo nos municípios contemplados.

A estimativa de investimento em todo o País é de R$ 8,5 bilhões em seis linhas de ação: requalificação de espaços públicos, restauração de monumentos e edificações de uso público, financiamento para recuperação de imóveis privados, infraestrutura urbana e social, fomento a cadeias produtivas locais e promoção do patrimônio cultural.