Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 5 de Julho de 2022

Sidrolandia

Dilma chama ao Planalto ministros da junta orçamentária

Barbosa (Planejamento) disse que meta fiscal de 2015 pode mudar. Ministros devem apresentar a Dilma déficit para a meta deste ano.

G1

21 de Outubro de 2015 - 15:13

A presidente Dilma Rousseff se reuniu na tarde desta quarta-feira (21) no Palácio do Planalto com os ministros da chamada Junta Orçamentária do governo, formada por Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Jaques Wagner (Casa Civil).

O encontro não constou da agenda oficial de Dilma, divulgada pela Secretaria de Comunicação Social. Procurada, a Secretaria de Imprensa disse não ter informações sobre o que eles discutiram.

Segundo o Blog do Camarotti, os integrantes da Junta Orçamentária do governo devem apresentar à presidente Dilma na reunião desta quarta uma projeção de déficit de, no mínimo, R$ 50 bilhões no Orçamento deste ano.

Mais cedo, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou que há uma perspectiva de "frustração de receitas" antes esperadas para este ano e que isso pode gerar a necessidade de uma nova revisão da meta fiscal fixada para o ano de 2015. Segundo ele, um posicionamento oficial pode sair até a próxima sexta (23).

Além da frustração de receitas, as chamadas "pedaladas fiscais" - que consistem no atraso dos repasses para bancos públicos do dinheiro de benefícios sociais e previdenciários - também estão sendo consideradas pelo governo na possibilidade de revisão da meta fiscal deste ano. Isso porque, em algum momento, esses valores terão de ser pagos, o que impactará o resultado das contas públicas.

Em junho, o governo já revisou para baixo a meta fiscal. Atualmente a previsão do Executivo é de economizar 0,15% do PIB para pagar os juros da dívida pública. Antes, o governo tinha como expectativa economizar 1,2% do PIB para cumprir a meta fiscal de 2015.