Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Sidrolandia

Dinheiro em caixa sem vinculação vai pagar folha, rescisões, fornecedores e transporte

Na quinta-feira foi autorizada a transferência bancária de R$ 3.235.517,31 e quarta-feira os servidores receberão o salário de dezembro

Flávio Paes/Região News

02 de Janeiro de 2017 - 08:40

Dos R$ 11.163.490,80 que o ex-prefeito Ari Basso deixou em caixa para o seu sucessor, R$ 4.6156,763, 41, o prefeito Marcelo Ascoli terá disponível para aplicar em ações vinculadas em saúde, educação e assistência social. Restarão R$ 6.547.727.39 com maior flexibilidade de aplicação.

Sobrará uma diferença de R$ 188.300,05 para cobrir despesas que somam R$ 6.736.027,44, valor irrisório diante dos repasses constitucionais do FPM e ICMS, cuja primeira parcela sai dia 10 e se refere a impostos gerados em dezembro.

Na quinta-feira foi autorizada a transferência bancária de R$ 3.235.517,31 e quarta-feira os servidores receberão o salário de dezembro. Mais R$ 391 mil vão para o pagamento de fornecedores e da última parcela do transporte universitário.

O dinheiro para pagar R$ 3.109.340, 13, valor referente aos encargos da folha do mês passado; a rescisão dos comissionados e os encargos do 13°, está assegurado. Será o repasse da multa da repatriação (R$ 1.695.674,27) que sai até terça-feira e mais R$ 1.413.665,92, de verbas vinculadas que podem ser usados no pagamento de pessoal.