Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Diretor expõe aos vereadores as finanças da Santa Casa

MS Notícias

13 de Abril de 2011 - 13:45

Os dados financeiros acerca do funcionamento da Santa Casa de Campo Grande foram expostos na manhã desta quarta-feira (13) pelo diretor financeiro da Junta Administrativa, Edson da Mata, que juntamente com o presidente da Junta, Jorge Martins, fizeram uso da Tribuna para prestar esclarecimentos sobre a atual crise do maior hospital de Mato Grosso do Sul.

Edson da Mata apresentou aos parlamentares dados financeiros sobre a intervenção de 2005 a 2010, relatando o estado do hospital em 2004, que motivaram o fechamento da Santa Casa em 30 de dezembro de 2004, fato que motivou a intervenção em janeiro de 2005.

De acordo com Edson da Mata, quando a Junta Interventora assumiu a administração da Santa Casa reabrindo suas portas, haviam 133 pacientes internados, com 13º, honorários médicos e repasse de clínicas atrasados, além do boicote de fornecedores por conta de dívidas acumuladas.

“Encontramos o hospital com descontrole operacional, sem gerência específica, com fluxo de caixa desconhecido, receitas engessadas, imobilidade financeira, com R$ 693 mil em cheques sem fundos e sustados, todos destinados ao pagamento de fornecedores”, alegou Edson.

O diretor financeiro da Junta destacou que a “prioridade inicial da intervenção era a regularização de salários, dos honorários médicos, com pagamento das compras em 24 horas, restabelecendo o crédito e a confiabilidade do hospital”, afirmou.

Edson da Mata também apresentou dados sobre a liquidação das dívidas e seus respectivos valores:

- Liquidação de empréstimos bancários 2005,2006 e 2007 - Total de R$ 12 milhões;

- Liquidação dos adiantamentos dos convênios Fideps e Cassems – Total de R$ 2,7 milhões;

- Liquidação de pendências com fornecedores por meio de acordos judiciais – Total R$ 6 milhões;

- Encargos junto à Receita Federal: R$ 20 milhões (parcelado em 20 anos);

Também marcaram presença na reunião o Procurador do Município, Valdeci Balbino da Silva; Geraldo Faria, diretor técnico da Santa Casa; Alex Bortotto Garcia, coordenador da Presidência Médica de Ginecologia e Obstetrícia da Santa Casa; Danilo Leon, diretor administrativo da Santa Casa e Luiz Alberto Kanamura, diretor clínico da Santa Casa.