Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Julho de 2021

Sidrolandia

Dnit tenta remanejar dinheiro para reconstruir pistas das BRs 262 e 158

Nos dois pontos, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) mantém equipes para controlar o tráfego de veículos porque as rodovias estão parcialmente interditadas

Campo Grande News

09 de Março de 2011 - 10:39

O diretor-presidente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), Marcelo Miranda, disse que tentará usar recursos de contratos de manutenção das rodovias para reparar os estragos das BRs 262 e 158.

De acordo com o presidente, no caso da BR-262, que apresentou problema perto de Três Lagoas, já houve uma análise e será possível fazer a obra com o dinheiro do recurso destinado à manutenção.

Já na BR-262, no trecho entre Paranaíba e Cassilândia, a situação é mais grave. Marcelo Miranda revelou que fará estudos esta tarde para avaliar se poderá usar o recurso destinado à manutenção para a obra.

Ele explica que, para solucionar o problema na BR-262, basta apenas que a chuva cesse.

Lá é preciso repor a terra que foi levada pela água da chuva e, na sequência, é reconstruído o asfalto.

Quando a chuva parar, em uma semana a obra é concluída. “Não dá para transportar terra com água”, completa Marcelo Miranda.

Já no caso da BR-158, a situação é mais grave. Lá a profundidade da cratera que se formou é maior e nem os dois tubos de três metros de diâmetro foram capazes de suportar a vazão da água.

Nos dois pontos, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) mantém equipes para controlar o tráfego de veículos porque as rodovias estão parcialmente interditadas.