Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Dona de fazenda reivindicada por índios questiona publicamente ministro da Justiça

Minutos antes, o ministro utilizou o palco para sugerir um acordo, que pressupões boa vontade por parte dos pecuaristas e os índios

Com informações do Campo Grande News

13 de Agosto de 2013 - 14:56

A produtora rural, Leda Correa, 69 anos, dona Fazenda Vassoura, em Sidrolândia, uma das quatro propriedades que os terena reivindicam como terra indígena e que ainda não foram ocupadas, interpelou duramente o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, enquanto concedia entrevista coletiva à imprensa.

Indignada foi taxativa em responsabilizar o ministro caso aconteça algo a algum dos seus cinco filhos. “O que ocorre em Mato Grosso do Sul é uma invasão por parte dos índios. Eu pago todos os impostos e jamais invadi terra de ninguém”, declarou.

Minutos antes, o ministro utilizou o palco para sugerir um acordo, que pressupões boa vontade por parte dos pecuaristas e os índios. A intenção é o pagamento aos donos das terras por meio do TDA (Títulos de Dívida Agrária), também não sendo descartada a hipótese de retirar dinheiro do Orçamento Geral da União para indenizar os proprietários. A reunião está prevista para acabar às 16h de hoje.

Esta não é a primeira vez que o conflito indígena causa constrangimento às autoridades. Em abril deste ano, quando veio ao Estado entregar ônibus do transporte escolar, a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), foi vaiada pelos produtores rurais durante a solenidade. Ela ouviu as vaias quietas, mas depois disse que a manifestação faz parte da democracia.

Em outro momento, durante visita ao Estado, quando era presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acabou recebendo uma carta da produtora rural Roseli Queiroz. Na ocasião, ela conseguiu furar a barreira da segurança presidencial e entregou o documento ao então presidente.