Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 6 de Maio de 2021

Sidrolandia

Dono da Via Blumenau vem discutir crise da empresa com funcionários e o prefeito

O primeiro compromisso do empresário é com os funcionários e o sindicato que representa a categoria.

Flávio Paes/Região News

20 de Novembro de 2016 - 21:45

  Estará nesta segunda-feira em Sidrolândia o empresário Júlio Fukakusa, proprietário da Via Blumenau, que se reunirá com os funcionários e o prefeito Ari Basso. Há dois meses a empresa suspendeu a produção, acumula quase três meses de salários em atraso e pelo menos cinco funcionários demitidos, entraram na Justiça porque não receberam as verbas indenizatórias. Desde a semana passada os trabalhadores, que só vinham só cumprindo expediente, mas, ficavam de braços cruzados, foram dispensados para aguardar em casa até serem convocados.

O primeiro compromisso do empresário será  com os funcionários e o sindicato que representa a categoria. A expectativa é de que neste encontro, anuncie um calendário de pagamento dos atrasados. Outra especulação, que se espera não se efetive, seria o anúncio do fechamento da unidade.

Entre os funcionários a situação é dramática porque até agora não receberam os meses de setembro e outubro. Havia uma expectativa de que pelos menos as 10 costureirasrecebessem na última sexta-feira o mês de setembro. “Estamos cansados de tanta enrolação. As promessas de pagamento nunca são cumpridas”, desabafa Sheila do Carmo Pai, 35 anos, mãe de dois filhos. “Minhas contas de água e luz, estão atrasados. Venho colocando comida em casa graças à ajuda de minha mãe, que me empresta dinheiro”, revela. Ela trabalha há seis anos na empresa, ganha salário de R$ 1.017,00, sem os descontos.

Na reunião com o prefeito Ari Basso (PSDB), o tema seria pedir apoio dele junto ao Governo do Estado, para que haja o restabelecimento do benefício fiscal (com quase isenção de ICMS) da empresa, suspenso desde 2014. Sem o incentivo, a indústria não tem como ter preços competitivos.