Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Sidrolandia

Dourados: empresário oficializa a André e Takimoto doação de área para hospital

O governador, conforme já havia acentuado no lançamento do MS Forte 2, repetiu que está comprometido com a execução da primeira etapa do hospital, que terá 120 leitos

MS Agora

21 de Agosto de 2013 - 13:53

O governador André Puccinelli (PMDB) e a secretária de Administração Thie Higuchi, reuniram-se na tarde da última segunda-feira (19/08), com o deputado estadual George Takimoto (PSL) e o tacógrafo João Maria, para receber a papelada que oficializa a doação da área onde será construído o Hospital Regional de Dourados, uma das obras priorizadas pelo Estado no Programa MS Forte 2. Doados pelo empresário douradense Adão Parizotto, representado na audiência por João Maria, os cinco hectares representam em valores de mercado no município cerca de R$ 1milhão.

Puccinelli elogiou a rapidez e a eficiência de Takimoto e do empresário para providenciar a documentação. “Quero que na construção desse hospital meu governo seja assim, igual a vocês: rápido e eficiente”, brincou o governador. “Mas japonês é assim mesmo, não perde tempo e faz as coisas com qualidade e determinação”, emendou.

O governador, conforme já havia acentuado no lançamento do MS Forte 2, repetiu que está comprometido com a execução da primeira etapa do hospital, que terá 120 leitos. Só nesta primeira fase os investimentos passam de R$ 20 milhões, em recursos do Estado. “E eu quero que esta etapa esteja concluída e pronta para ser entregue funcionando no dia 31 de dezembro do ano que vem”, frisou Puccinelli.

O empreendimento vai trazer e agregar novos benefícios ao município. A área doada fica localizada em ponto estratégico do mapa urbano de Dourados, próxima à BR-163 e ao Aeroporto. Idealizado para atender à demanda dos 34 municípios da Grande Dourados, a localização do Hospital Regional tem outra vantagem: o acesso pela BR pode ser feito sem a necessidade de percorrer o centro urbano da cidade. Com isso, locomoção dos pacientes ganhará em praticidade e agilidade.