Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Dourados ganha primeiro frigorífico de peixes, com capacidade para 5 mil kg/dia

O Douramar Alimentos tem capacidade de abate até 5 mil quilos de peixes por dia, gerando 34 empregos diretos

Campo Grande News

14 de Setembro de 2012 - 15:48

Está pronto para produção o primeiro frigorífico de abate de peixes de Dourados. O Douramar Alimentos, da MSM Pescados, está localizado na BR-463.

Mais dois frigoríficos estão em construção, um localizado na área urbana do município, e o outro em Porto Cambira.

O Douramar Alimentos tem capacidade de abate até 5 mil quilos de peixes por dia, gerando 34 empregos diretos. O empresário Domingos Marcante não revelou o valor do investimento, mas disse que a obra foi construída sendo readaptada agora para obter o registro de inspeção da prefeitura.

Na próxima fase de investimentos serão implantados os equipamentos para aproveitamento dos subprodutos do processamento do pescado, que são a poupa (resíduos de carne que podem ser usados para fazer linguiça e outros prensados), a barrigada utilizada na compostagem (adubo) ou ração e o couro, destinado a acessórios e artesanatos.

Hoje (14), o diretor de Indústria da Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio, Edevaldo Sétimo Carollo, e o veterinário do Sind (Serviço de Inspeção Municipal de Dourados), Vitor Bordin, estiveram no frigorífico, em reunião com o diretor Domingos Marcantes. Eles também aproveitaram para conhecer a piscicultura e o modelo de produção da Dourimar, que está em implantação.

O frigorífico faz parte do projeto de apoio ao pescado na região da Grande Dourados, ligado a Associpisco (Associação Pisicola de Interesse Coletivo), voltada para pesquisa, formada por 26 técnicos, 13 pesquisadores e 6 piscicultores.

Na mesma propriedade onde está localizado o frigorifico, está sendo desenvolvido o programa “P D’Água”, que pretende abranger todos os municípios da bacia do Rio Paraná. O programa está sendo desenvolvido em 40 hectares da Fazenda Marcante.

O programa prevê a implantação de pequenos frigoríficos nos municípios da região e uma central de comercialização, em Dourados.