Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Sidrolandia

Em 2016, número de raios em MS ultrapassou 3 milhões, segundo Cemtec

De acordo com o Cemtec-MS, a maior incidência dos raios foi no mês de março, com um pico de 810.579 mil raios.

Midiamax

05 de Janeiro de 2017 - 15:16

Estatísticas do site Raios Online mostraram que cerca de 3.770.576 milhões de descargas atmosféricas, os conhecidos raios, foram registradas em Mato Grosso do Sul entre janeiro e dezembro de 2016.  A página é do Grupo Storm-T/IAG da Universidade de São Paulo. De acordo com o Cemtec-MS, a maior incidência dos raios foi no mês de março, com um pico de 810.579 mil raios.

O maior registro das descargas acontece no começo do ano, justamente pelo verão. Durante a estação as altas temperaturas e a grande umidade na atmosfera favorecem a formação de nuvens do tipo cumulonimbus, que são as nuvens de tempestade e tempo severo, segundo o Cemtec. 

Em 2016, número de raios em MS ultrapassou 3 milhões, segundo CemtecNo inverno a quantidade de raios diminui em razão de um sistema de alta pressão que abrange uma grande parte do país, e inibe a formação de nuvens, por isso o número das descargas reduz.  Em agosto de 2016, particularmente, foram altos os registro de raios se comparados aos outros meses que fazem parte do período de seca. Junho, julho, agosto e setembro. Isso aconteceu pela chegada de frentes frias no final do mês, aumentando a incidência de chuva com formação de nuvens carregadas eletricamente.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) ressalta que o verão é uma estação marcada pela ocorrência de chuvas em forma de pancadas, temporais com possibilidade de granizo, ventos fortes e elevação das temperaturas.

Em 2017, o verão iniciou com a atuação de formação de sistemas de baixa pressão atmosférica, que geralmente estão associados à ocorrência de chuvas regulares e intensas que poderão estar acompanhadas de raios.

Ainda de acordo com o Cemtec, em 2017 a ocorrência de chuva será menor no mês de janeiro se comparado ao mesmo período de 2016.  A estimativa para o estado, indica maior probabilidade de chuvas irregulares, e abaixo da normal climatológica para o trimestre (janeiro, fevereiro e março) e já nas demais regiões a quantidade de chuvas devem seguir a média climatológica sob condições de neutralidade.

Um aviso meteorológico do Inmet informa que tempestades podem ocorrer nas regiões centro-norte, sul e leste de MS. Com início às 11h05 desta quinta-feira (05)  e término marcado para esta sexta-feira (06) às 12h, horário de Brasília. A velocidade dos ventos ficarão entre 40 e 60Km, por isso podem ocorrer quedas de árvores, leves alagamentos e pequenos estragos durante o evento.