Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 23 de Junho de 2021

Sidrolandia

Em 32 horas, umidade sobe 31,3ºC; Chuva? Só na terça, mas não faz frio

A umidade, no mesmo período, fez o processo contrário: despencou de 61% para 14%. O índice coloca a cidade em estado de alerta.

Campo Grande News

30 de Agosto de 2013 - 16:00

Em 32 horas, da manhã de ontem (29) para o início da tarde de hoje (30), a temperatura, em Campo Grande, subiu 31,3ºC. Às 7h de quinta-feira, os termômetros marcaram mínima de 3,1ºC. Nesta sexta, às 14h, dados da estação do Inmet (Instituto Nacional de Metereologia), na Capital, apontaram 34,4ºC.

A umidade, no mesmo período, fez o processo contrário: despencou de 61% para 14%. O índice coloca a cidade em estado de alerta. Chuva? Só na terça-feira (3), no final da tarde, mas não deve esfriar.

A previsão é do Cemtec MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul). A metereologista do órgão, Cátia Braga, explica que a temperatura tende a ficar alta nesses dias, acima dos 30ºC, a partir de hoje até terça-feira. Apesar do “chuvisco”, o frio não deve bater à porta, porque será “tipo uma chuva de verão”. A umidade, no entanto, continuará baixa.

Quem percebeu a mudança rápida no tempo, também sentiu na pele. É o caso da pensionista Eroni Cabral, de 54 anos, que voltou a passar pomada nos braços. “Ontem também tive falta de ar, dor na cabeça e no meu tórax”, relatou, ao comentar que é alergia e esse clima quase desértico faz secar a garganta e o nariz. “Minha neta, que nasceu de 8 meses, está com pneumonia por causa do tempo. Já melhorou, mas o médico disse que pode voltar”, contou.

Elizabeth Pereira, de 59 anos, também reclama, mas o motivo é outro. Com o frio que fez durante a semana, a vendedora de água de coca não lucrou nada. Ficou em casa. Voltou às ruas ontem, mas, como é final de mês, e a maioria está sem dinheiro, o trabalho não rendeu. “Quase fali naquele frio louco”, brincou, ao comentar que, apesar da baixa umidade, o calor, para ela, continua a ser bem-vindo.

Estado – Em Mato Grosso do Sul, 15 cidades registram temperaturas abaixo dos 20% e também estão em estado de alerta. Coxim desponta na lista como o município em situação mais crítica.

Ontem, a população teve de suportar umidade em 7%. Hoje, o índice está em 13%, mas a temperatura continua alta, na casa dos 36ºC. Sonora, Maracaju, Nhumirim e Bela Vista com 14%.

Sidrolândia, Ivinhema Cassilândia e Água Clara registram 15%, enquanto Mirada, Aquidauana, Jardim e Amambai marcam 17%, contra 18% de Costa Rica e Sete Quedas.

As 15 cidades que estão com baixa umidade, também apresentam temperaturas elevadas, que variam entre 31,1º C, em Sete Quedas, e 36,9º C, em Nhumirim, no Pantanal da Nhecolândia.

Em Ponta Porã, fronteira com o Paraguai, a estação do Inmet aponta umidade em 20%, assim como em Chapadão do Sul. Bataguassu e Corumbá registram 22%. Itaquiraí tem 24%. Com 26% estão os municípios de Paranaíba e Três Lagoas. As temperaturas máximas, nessas 7 cidades, variam de 30,2ºC a 33,6ºC.

Chuva - Em Mato Grosso do Sul também há previsão de chuva, segundo o Cemtec-MS, mas isso, se ocorrer, também será na terça-feira e com pouco volume.