Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 19 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Em assembleia com menos de 100 servidores, funcionários aceitam reajuste de 6,5% em duas parcelas

Alguns funcionários, que insistiam num reajuste já a partir de outubro, se manifestaram contra a proposta e defendiam a opção pela greve.

Flávio Paes/Região News

20 de Setembro de 2013 - 21:50

Os servidores públicos municipais reunidos em assembleia nesta sexta-feira à noite,  aceitaram a proposta de 6,5% de reajuste oferecido pela Prefeitura, sendo 3,5% em novembro e 3,0% no mês seguinte, em dezembro.  A reunião durou quase 2 horas e atraiu aorixunadade 90 funcionários, um quórum que corresponde a  7,5% do quadro de 1.200 concursados.

A maioria das manifestações foi de contrariedade com a oferta e críticas ao presidente do Sindicato, Idemar Aquino, acusado por vários servidores de alinhamento com as posições do Executivo. Idemar admitiu que fez campanha para o PSDB nas duas eleições municipais (a de outubro e a suplementar, em março), mas sua atuação como sindicalista não será influenciada por este alinhamento  político-eleitoral.

Alguns funcionários, que insistiam num reajuste já a partir de outubro, se manifestaram contra a proposta e defendiam a opção pela greve. O presidente do Sindicato apresentou algumas ponderações sobre os desdobramentos legais de uma eventual greve. Foi então que surgiram críticas fortes contra Idemar, acompanhadas da sugestão para renunciar ao cargo se estivesse temendo retaliações.

Até o presidente do Sindaves (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes), que participou da assembleia em solidariedade ao movimento dos funcionários, desqualificou os argumentos de Idemar garantindo que o direito de greve dos servidores não estava condicionado à vontade do prefeito.

O reajuste de 6,5% em duas parcelas, terá um impacto de R$ 147 mil na folha de novembro (3,5%) e de R$ 125 mil dezembro (3%), acumulando um custo extra de R$  272 mil ao término de 2013. Em janeiro, a folha terá o impacto do aumento de 6,64% do salário mínimo que passará de R$ 668,00 para R$ 772,90.  Atualmente a prefeitura tem 2.101 servidores.

Foto: Rafael Brites/Região News
Em assembleia com menos de 100 servidores, funcionários aceitam reajuste de 6,5% em duas parcelas