Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Em nova reação ao “Mais Médicos”, profissionais farão protesto na 4ª feira

Em Mato Grosso do Sul, 45 municípios solicitaram 217 médicos para atuarem nas unidades básicas de Saúde. No Estado, são 4.500 médicos, sendo a metade em Campo Grande.

Campo Grande News

29 de Julho de 2013 - 08:16

Contrariados com a política do governo federal, os médicos vão fazer nova paralisação em Mato Grosso do Sul. O atendimento ambulatorial nas redes pública e privada será suspenso na próxima quarta-feira, dia 31 de julho.

Na semana passadas, os profissionais cruzaram os braços e protestaram nas ruas de Campo Grande. Na nova ação, os médicos vão se concentrar, a partir das 9h, na praça Ary Coelho e orientar a população em diversas áreas.

“Faremos um mutirão para orientar as pessoas sobre as dúvidas mais frequentes relacionadas à saúde. É importante ressaltar que não poderá ser feito atendimento no local, apenas orientações relacionadas às mais diversas dúvidas que envolvem a saúde”, explica o presidente do Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos), Marco Antônio Leite.

A mobilização de 24 horas é em protesto às decisões do governo federal, que aumentou em mais dois anos a duração do o curso de Medicina, vetou os principais pontos do Ato Médico, além do programa “Mais Médicos”, que permite a vinda de profissionais estrangeiros para o país, sem que passem pelo exame de revalidação de diploma.

Em Mato Grosso do Sul, 45 municípios solicitaram 217 médicos para atuarem nas unidades básicas de Saúde. No Estado, são 4.500 médicos, sendo a metade em Campo Grande.