Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Sidrolandia

Empresa pesquisa potencial de petróleo em municípios de MS

A empresa chegou a abrir dois poços em Cassilândia, mas acabou fechando-os sem apresentar o resultado do potencial petrolífero da região.

Campo Grande News

02 de Setembro de 2013 - 15:26

A empresa ANDL Geofísica vai realizar levantamento nas regiões centro, oeste e do Bolsão de Mato Grosso do Sul para levantar o potencial de petróleo. A empresa venceu licitação da ANP (Agência Nacional de Petróleo) para realizar o estudo.

De acordo com o site Cassilândia News, oito caminhonetes da empresa já estão na cidade para fazer a pesquisa. Em entrevista à Rádio Patriarca de Cassilândia, Paulo Dilson, da ANDL Geofísica, explicou que eles fazem levantamento sobre o potencial de petróleo em todo o País.

“Vamos iniciar em Cassilândia, onde começamos a trazer alguns equipamentos, veículos, já alugamos alguns galpões e estamos trazendo máquinas. Dois argentinos que pertencem à empresa, além de outros técnicos, farão o trabalho inicial", contou Paulo.

Paulo disse que Cassilândia foi escolhida por ser área estratégica. O estudo será feito saindo "daqui para Chapadão ou daqui para Três Lagoas". Os funcionários da empresa também passarão por Água Clara, Campo Grande, pela BR-262 e outras rodovias de MS. "A intenção é abranger todas essas estradas", disse, incluindo-se a BR-158.

Ele contou que ficarão em Campo Grande e usarão Cassilândia como apoio. "Ficaremos de 3 a 4 dias em cada cidade, circulando por hotel. Depois a gente acaba voltando para cá, onde finalizaremos o estudo”, explicou.

O trabalho será realizado por oito caminhões. "São máquinas que vão trabalhando simultaneamente sobre o asfalto. Tem uma prancha que emite vibração, que de 20 metros você não sente. Essas vibrações tiram fotos do subsolo. Tem um sismógrafo que estará registrando todo o processamente feito por profissionais geofísicos, e eles avaliam o que pode haver no subsolo", explicou.

Essa não é a primeira vez que a região é alvo de estudo. Nos anos 80, o governador de São Paulo, Paulo Maluf, criou a Paulipetro para levantar o potencial de petróleo da bacia hidrográfica do Paraná.

A empresa chegou a abrir dois poços em Cassilândia, mas acabou fechando-os sem apresentar o resultado do potencial petrolífero da região. "A ANP, que é dona do trabalho, com certeza está realizando este estudo por causa de algo que aconteceu no passado", disse Paulo.

Ele falou que o interesse da empresa é em encontrar petróleo e gás: "O estudo nunca diz que, com certeza, aqui tem. Trabalhamos com possibilidades de vestígios de ter ou não petróleo ou gás. Aqui estamos muito esperançosos por tudo que tem em volta da bacia. A probabilidade é muito boa".