Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Empresa tenta tirar concorrentes e atrasa licitação de praça do JD Paraíso

A impugnação foi apresentada no último dia 23 de fevereiro quando estava programada a abertura dos envelopes

Marcos Tomé/Região News

09 de Março de 2011 - 10:33

Empresa tenta tirar concorrentes e atrasa  licitação de praça do JD Paraíso
Empresa tenta tirar concorrentes do p - Foto: Marcos Tom

O processo de licitação para a escolha da empresa que será responsável pela construção de uma praça poliesportiva no Jardim Paraíso, custeada com os R$ 700 mil que a Câmara Municipal  economizou do seu orçamento e devolveu ao Executivo no final do ano passado, está atrasado em função do recurso de uma das seis empreiteiras que entraram na disputa para executar a obra.

A impugnação foi apresentada no último dia 23 de fevereiro quando estava programada a abertura dos envelopes com as propostas das participantes, pela Aro Engenharia Ltda que pretendia eliminar  as concorrentes alegando que não tinham  em seus  quadros profissionais de engenharia habilitados junto ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura)  para coordenar, supervisionar serviços de engenharia na execução de obras.

O recurso foi aceito parcialmente pelo presidente da Comissão de Licitação, Paulo César de Moraes, que decidiu excluir da licitação apenas uma empresa – a WRB Construções e Serviços Ltda – que não conseguiu  demonstrar dispor de engenheiro com a habilitação prevista no item  4.1.10 do edital.

Apresentou documentação mostrando que tem em seus quadros um engenheiro  com experiência apenas em “supervisão e  coordenação de  serviços de engenharia não execução  de obras”. Com isto, além  da Aro Engenharia, foram mantidas na concorrência as empresas   Azevedo & Anjos Ltda; DCA  Construtora Ltda; Solucon Construção e Comércio  Ltda e Gongo Construtora  Ltda Epp.

Nesta semana completou três meses que a Câmara devolveu os R$  700  mil para a construção de uma Praça no Jardim Paraíso. No evento que marcou o repasse dos recursos, no dia 7 de dezembro, os engenheiros da prefeitura apresentou uma maquete da obra que deveria ter sido iniciada em janeiro.