Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Enxurrada invade residências e deixa moradores ilhados no Santa Marta

Marcos Tomé/Região News

18 de Janeiro de 2011 - 08:42

Enxurrada invade residências e deixa moradores ilhados no Santa Marta
Enxurrada invade resid - Foto: Marcos Tom

A forte chuva que caiu no final da tarde desta segunda-feira (17) deixou moradores ilhados e residências alagadas no final do Bairro Santa Marta. Moradores tiveram suas casas invadidas pela forte enxurrada que subiu cerca de 0,40 centímetros/> no interior das moradias, causando prejuízo e desespero aos moradores.

Registramos o fato mais grave na Rua Antenor Gonçalves dos Santos na altura do número 42, local onde moram três famílias. Devido à falta de sistema de captação de águas pluviais e haver grande quantidade de entulho na referida via, a enxurrada acabou sendo represada e invadiu as residências.

Dona Rosa Maria Bado, uma das moradoras do referido endereço, relatou a reportagem que sofre constantemente com a falta de infra-estrutura e que tais alagamentos são constantes. A reportagem do Jornal Eletrônico foi chamada para registrar o fato através de telefonemas a redação da vizinhança.

.

Foto: Marcos Tomé/Região News

Chuva

                   Enxurrada invade residências e deixa moradores ilhados no Santa Marta

.

Moradores reclamaram da falta de manutenção na referida via que não tem pavimentação asfaltica. “Estamos praticamente abandonados aqui em baixo (referindo-se ao local onde mora), nem o lixo da rua o poder público se preocupa em retirar”.

A reportagem entrou em contato com o secretário de obras e serviços urbanos do município, Antônio Fagundes, questionado sobre o assunto o secretário disse que não é obrigação do poder público retirar entulhos produzidos pelos próprios moradores, porém, tal serviço tem sido realizado constantemente pela secretaria.

“O fato preocupante e principal causador deste transtorno é justamente o lixo proveniente de poda de arvores e outros que ficam as margens das ruas e que causa essas inundações. Nossa equipe de serviços urbanos não consegue trabalhar nesses casos justamente devido ao mal tempo que não tem dado trégua nos últimos dias”, comentou Fagundes.

O secretário disse ainda que tão logo o tempo melhore irá fazer um pente fino nos bairros e vilas do município para sanar tais problemas. Perguntado se existe projeto de galeria para captar a água na região afetada, Fagundes confirmou a existência de projeto, porém, inicialmente estuda-se fazer uma galeria a céu aberto escoando a água das chuvas para a antiga Chácara do Sr. Climério, hoje de propriedade do Dr. David Moura de Olindo.

“Estamos conversando com Dr. David e assim que o mesmo autorizar a abertura de tal galeria resolverá em partes os problemas dos moradores daquela localidade até que se construa de fato uma galeria permanente na região”, finalizou Antonio Fagundes.