Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Escola Judicial de Mato Grosso do Sul lança site oficial

Uma das funcionalidades do site é a questão da transparência das ações da Escola Judicial

TJMS

17 de Dezembro de 2012 - 08:40

Esta segunda-feira (17) marca o apogeu de um período de seis meses de dedicação e trabalho. Acontece o lançamento oficial do site da Escola Judicial de Mato Grosso do Sul (Ejud-MS), ferramenta que a partir de agora auxiliará magistrados e servidores, no campo educacional e dará visibilidade aos projetos executados pela escola.

De acordo com o diretor-geral da Ejud-MS, Des. Ruy Celso Barbosa Florence, o lançamento do site é uma das ações norteadas pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), que, dentre outras funções, regulamenta os cursos oficiais para o ingresso e promoção na carreira e funciona junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Vem de uma necessidade da Ejud-MS estar ligada com todas as escolas brasileiras, principalmente com a Enfam, e em condições de estabelecer convênios com instituições de ensino no âmbito nacional e internacional”, revela.

Ruy Celso explica que a maioria das escolas de formação judicial do país já possuem um site, por ser uma exigência da Enfam e ao encontro da tendência tecnológica está a Ejud-MS, que passa a disponibilizar palestras, cursos, e materiais, além de muitas outras informações, em um ambiente totalmente virtual.

Outro ponto ressaltado pelo desembargador é que, quando da formalização de convênios com as instituições de ensino, muitas delas de renome, estas procuram visualizar o trabalho desenvolvido pela escola. O site servirá de vitrine para as ações, onde tudo que é elaborado e executado pela Ejud-MS poderá ser visto pelo público.

Neste ano de 2012 foram entabulados convênios com duas instituições internacionais, cujo site facilitará a transmissão de informações entre os magistrados acadêmicos e as universidades. São quatro juízes que atualmente estudam pelas instituições, sendo um na Universitat de Girona, na Espanha, e os outros três na Universidade de Coimbra – Faculdade de Direito, em Portugal.

“Hoje o site é uma obrigação a ser cumprida pela Ejud-MS para que esses convênios sejam estabelecidos, pois será através dele que se poderá confirmar as informações e comprovar o trabalho desenvolvido pela Escola”, explica Ruy Celso.

Uma das funcionalidades do site é a questão da transparência das ações da Escola Judicial, também uma solicitação da Enfam, pois por meio desta ferramenta a Escola Nacional poderá acompanhar todas as atividades. O diretor da Ejud-MS ressalta que “até mesmo o pagamento dos instrutores” poderá ser acompanhado.

O conteúdo a ser disponibilizado no site da Ejud-MS é voltado para dois públicos: o externo, apresentando notícias e informações, e o interno, que são os magistrados e servidores, que poderão assistir a palestras, fazer solicitações referentes a cursos e até mesmo a apresentação de trabalhos.

“Agora ninguém manda mais trabalhos impressos, será tudo pelo ambiente virtual, da entrega à correção, todas as palestras e cursos. Toda a interação será pelo site”, salienta o diretor-geral.

A alimentação do conteúdo do site será feita por servidores da Ejud-MS, quanto ao conteúdo referente à Escola, que receberam treinamento para isso e pela Secretaria de Comunicação do TJMS, no que diz respeito às respectivas matérias veiculadas.

O público pode esperar dinamismo e agilidade também no que diz respeito ao Ensino à Distância (EAD) que, de acordo com Ruy Celso, também se dará pelo site. “Estamos terminando uma consultoria contratada para preparar os servidores que irão trabalhar com o EAD”, explica salientando que na plataforma serão apresentados os cursos elaborados pela própria Ejud-MS e disponibilizados pelos convênios que os servidores e magistrados poderão assistir na própria comarca de lotação.

“Estamos com 23 comarcas interligadas pelo Moodle”, que é um software livre, de apoio à aprendizagem executado em ambiente virtual. Para se beneficiar da proposta do site, a previsão é interligar todas as demais comarcas até julho de 2013.