Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Sidrolandia

Estado autoriza e escola da Tereré terá ensino médio já a partir deste ano

As matrículas serão iniciadas nesta segunda-feira e um dos diferenciais da escola, que é aberta para toda a comunidade, é o ensino da língua e da cultura indígena.

Flávio Paes/Região News

05 de Fevereiro de 2017 - 20:16

Já a partir do próximo dia 20, quando começa o ano letivo 2017, a comunidade terena urbana de Sidrolândia terá a opção de fazer o ensino médio à noite no prédio da Escola Municipal João Batista Figueiredo. As matrículas serão iniciadas nesta segunda-feira e um dos diferenciais da escola, que é aberta para toda a comunidade, é o ensino da língua e da cultura indígena.

Na última sexta-feira foi assinado o termo de cooperação entre Prefeitura e Governo do Estado, que garante o funcionamento à noite na escola municipal de duas turmas do 1º ano e outras duas turmas (uma do 2º outra do 3º ano) como extensão da Escola Estadual Koppeneti, da Aldeia Córrego do Meio. 

A partir do segundo semestre começa a estruturação do que será a Escola Estadual Flaviana Alcântara Figueiredo a partir de 2018, quando a unidade ganhará autonomia. Flaviana, era esposa do cacique João Batista Figueiredo, um dos fundadores da comunidade Tereré.

Segundo o professor Lourenço Rodrigues, futuro coordenador pedagógico da escola, a duas turmas do primeiro ano, começam com pelo menos 63 alunos, 48 identificados entre pessoas da comunidade que pretendem retomar os estudos; 15 que concluíram o 9º ano do Ensino Fundamental em 2016 na Escola Municipal João Batista Figueiredo.

No 2º ano estão garantidos 28 estudantes e oito na turma do 3º ano. Estão sendo aguardados números expressivos de alunos que se matricularam nas escolas Catarina de Abreu e Sidrônio Antunes de Andrade, que serão remanejados para a escola da comunidade indígena.