Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Estado investe diretamente mais de R$ 113 milhões em obras em Dourados

O trânsito de veículos também avançou nas condições de gestão pelo Detran, com a reforma de R$ 984 mil promovida no prédio e a conclusão da pista de testes

Doura News

30 de Março de 2011 - 15:11

Dourados, que recebeu na última sexta-feira (25) a inauguração de um empreendimento imobiliário construído em parceria entre o governo do Estado, Prefeitura e União, conta com R$ 113,8 milhões de investimentos estaduais nos últimos quatro anos.

Esse é o montante direto aplicado pela atual administração estadual entre 2007 e 2011 em obras nas áreas de educação, segurança pública, saneamento, lazer, saúde, pavimentação urbana, rodovias e pontes, no aeroporto municipal, além do setor de trânsito.

Alguns empreendimentos estão em execução, outros a iniciar, e muitos já concluídos.

Um balanço da Secretaria de Obras Públicas e de Transportes mostra que, somente no quesito pavimentação de rodovias e pontes, a destinação financeira para obras acumula R$ 84,1 milhões em recursos próprios. Ainda em infraestrutura viária, o setor de pavimentação urbana detém o segundo maior montante de investimento – foram R$ 10,9 milhões estaduais, e a cidade ainda contou com mais R$ 13,6 milhões frutos da parceria com o governo federal.

Beneficiado com a ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgoto, Dourados chega a esse período com um total de R$ 9,44 milhões em recursos estaduais aplicados, que somados a R$ 44,9 milhões conquistados da União estão garantindo esse importante instrumento em benefício da saúde e da qualidade de vida.

O Estado também está investindo fortemente em segurança pública: já tendo destinado a este setor R$ 2,8 milhões, compondo um bolo formado também por R$ 5,5 captados junto à União. Com R$ 2,5 milhões próprios, a educação de Dourados teve melhorias físicas de construções, reforma, e implantação de novos espaços, como laboratórios. Em parceria com o governo federal que aplicou mais R$ 2,9 milhões, as obras tiveram ainda maior alcance.

Juntos, governos federal e estadual promoveram a melhoria da infraestrutura aeroportuária do município, com investimentos em montantes semelhantes: foram R$ 1,686 milhões assegurados pelo Estado, e mais R$ 1,698 obtidos nacionalmente para preparar o aeroporto local a receber voos de grande porte e regulares.

Para permitir que importantes espaços de lazer saíssem do papel, o governo do Estado também destinou verba própria que garantiu a aplicação de recursos federais captados por emenda parlamentar. Um total de R$ 4,7 milhões da União somados a contrapartidas de R$ 868,9 mil edificou parques e praças para convivência, prática esportiva e diversão da comunidade.

Além do saneamento, o governo estadual fez também na saúde investimento direto, embora o município esteja em gestão plena, com total responsabilidade pela execução dos serviços. Foram aplicados nesse período R$ 461,2 mil em obras para melhorar o atendimento ao cidadão douradense.

Com todos esses investimentos, Dourados contabiliza R$ 113,8 milhões em investimento estadual recebido, e, no mesmo período, R$ 73,4 milhões da União.

As obras

As Escolas Estaduais Vilmar Vieira de Matos, Antonio Vicente Azambuja (distrito de Itahum), Tancredo Neves, Presidente Vargas e Menodora Fialho de Figueiredo estão na lista de empreendimentos beneficiados com os principais montantes de recursos próprios do Estado na educação. No setor de justiça e segurança pública, os maiores montantes aplicados garantiram melhorias na Unidade Educacional de Internação (Unei) masculina, e a construção do prédio para abrigar a Coordenadoria de Perícias.

No saneamento, as obras do Programa de Aceleração do Crescimento executadas pela Sanesul, em andamento, vão elevar em muito a cobertura de esgoto – são R$ 6,3 milhões de recursos próprios investidos nesse sistema; em água, são mais R$ 2,4 milhões. Da União, os projetos estaduais captaram mais R$ 29,9 milhões para esgoto, e R$ 15,5 milhões para água. Distritos estão sendo beneficiados, como a Sitioca Campina Verde, onde é antigo o problema de abastecimento, e que na atual gestão está se transformando com investimento de cerca de R$ 404 mil, destinado em igual montante por União e Estado.

Na saúde, três empreendimentos foram reformados ou construídos diretamente pelo governo de Mato Grosso do Sul: o hemocentro, o núcleo regional de saúde, e o ambulatório da Unei Laranja Doce.

Viário

No setor macro viário, o destaque de investimento é na implantação e pavimentação da Perimetral Norte, antigo sonho da comunidade e de gestores locais.  Atendendo ao desejo dos douradenses, o governador André Puccinelli estabeleceu essa como a obra emblemática a ser feita pelo Estado, e está investindo no empreendimento R$ 29,4 milhões.

No aeroporto municipal, além de aplicar R$ 964,6 mil na reforma do receptivo e execução do acesso e estacionamento, e equipamentos, o governo participou com R$ 722 mil numa parceria com a União (R$ 1,69 milhões), na revitalização e melhoria geral do aeródromo. O trânsito de veículos também avançou nas condições de gestão pelo Detran, com a reforma de R$ 984 mil promovida no prédio  e a conclusão da pista de testes.

Vias urbanas também não foram esquecidas. Além de destinar recursos próprios de cerca de R$ 9,5 milhões para restauração asfáltica em diversas ruas da cidade, o Estado foi parceiro para complementar verbas captadas da União pelo município, ajudando em cerca de R$ 1,5 milhão no complemento de obras como as de implantação e melhoria de infraestrutura urbana, pavimentação e drenagem em dezenas de bairros douradenses.

Em execução em sua primeira etapa, a Praça Rêgo D’água resultará de uma das principais ações conjuntos dos governos federal e estadual no setor de lazer, somando cerca de R$ 1,15 milhão. Já concluída, a praça do Parque Alvorada é agora ponto de referência de entretenimento e esporte, e também se tornou realidade através dessa parceria, pela qual o governo estadual garante contrapartida para que venham os recursos federais. Nesse projeto, o montante total investido foi de cerca de R$ 1,090 milhão.