Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Sidrolandia

Estudantes da zona rural e de duas faculdades ficaram sem ônibus na terça-feira

Até agora a comissão encarregada pela definição dos beneficiários do transporte universitário não divulgou a relação final dos contemplados.

Flávio Paes/Região News

22 de Fevereiro de 2017 - 09:29

O transporte universitário não foi oferecido ontem, terça-feira, aos 34 alunos da zona rural, que tiveram de recorrer a meios próprios para se deslocar até o centro da cidade e um dos ônibus (o que atende 25 acadêmicos que estudam na UFMS (Universidade Federal) e da Faculdade Estácio de Sá) atrasou e eles perderam aula.

“Na última hora, pouco tempo depois das 17 horas, veio informação de que o ônibus encostaria por volta das 18 horas, para gente embarcar. Isto não aconteceu e a maioria desistiu, porque chegaria em Campo Grande muito tarde, bem depois de iniciada as aulas”, informa uma acadêmica ao Região News, que preferiu  não ter nome revelado.

Com o inicio do ano letivo, esta situação de ontem, pode se repetir, já que até o próximo dia 28, o transporte está sendo feito com os ônibus usados para levar e trazer os alunos da zona rural matriculados nas escolas na área urbana. Nem sempre, haverá tempo, para os ônibus voltarem à cidade a tempo de chegar na praça central (onde os acadêmicos embarcam) antes das 18 horas.

Até agora a comissão encarregada pela definição dos beneficiários do transporte universitário não divulgou a relação final dos contemplados. A última informação divulgada é de que de aproximadamente 520 alunos inscritos , só 271 teriam direito a gratuidade, enquanto o grupo remanescente, terá um subsídio parcial, complementando o valor da mensalidade com R$ 160,00.