Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 26 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Etapa de implantação de concreto armado no Aquário do Pantanal fica pronta em três meses

De acordo com o engenheiro e fiscal da obra, Domingos Sávio de Souza, a fase de concreto armado deve ficar pronta no prazo de três meses.

Notícias MS

13 de Agosto de 2013 - 08:10

A obra do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Ictiofauna Pantaneira, o Aquário do Pantanal está na etapa estrutural e já têm 70% da etapa de implantação de concreto armado concluída. A obra emblemática de Campo Grande ganhou nesta segunda-feira (12) a visita de uma comitiva de deputados da Província Japonesa de Okinawa que ao lado do governador André Puccinelli conheceu os detalhes do projeto arquitetônico.

De acordo com o engenheiro e fiscal da obra, Domingos Sávio de Souza, a fase de concreto armado deve ficar pronta no prazo de três meses. “Com a conclusão nós teremos o passo seguinte, a de estrutura metálica que dá o acabamento da obra. Hoje ela está bem equacionada. Nós estamos com uma programação da conclusão da parte física para o mês de março do ano que vem”, informou.

Conforme Domingos Sávio, as obras no subsolo estão praticamente 90% concluídas. Os andares onde ficarão os aquários contam com 70% da fase executada. “Estamos fazendo também uma revisão em função da definição do aquário do Rio Paraguai que é o maior e que nestes três meses estará concluído”, afirmou o engenheiro, salientando ainda que a obra do Cepric é muito complexa e que no momento não existe no Brasil uma obra similar. A obra conta com cerca de 150 trabalhadores.

Em pontos isolados, a Biblioteca da Biodiversidade e o auditório com capacidade para 250 pessoas já estão tomando forma e foram visitados pelos deputados da Província Japonesa de Okinawa. A fase atual das duas localidades é de montagem de armação e ferragens, além do forro. Neste mês a empresa fará duas concretagens simultâneas. “Há uma previsão de concretagem no dia 24 de agosto, e  mais um mês de escoramento a biblioteca e o auditório estarão prontos”, disse.

Biblioteca já está tomando forma no Aquário do Pantanal

Conforme Domingos Sávio, a estrutura do circuito dos aquários já está sendo fabricada e com três meses já deverá entrar na fase de implantação. Para os aquários não serão utilizados vidros, mas acrílicos importados dos Estados Unidos. O material é para não refletir o flash de máquinas fotográficas.

Complexo

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Ictiofauna Pantaneira, popularmente chamado Aquário do Pantanal, maior aquário de água doce do mundo, que está sendo construído no Parque das Nações Indígenas, com entrada pela Avenida Afonso Pena, pretende abrigar 263 espécies de peixes, entre as pantaneiras de escama e couro. Com uma área de 18,6 mil metros quadrados o Aquário do Pantanal terá 24 tanques de aquários, somando um volume de água de aproximadamente 6,2 milhões de litros.

A área construída será de 18,6 mil m2, abrangendo galerias de aquários, Centro de Conhecimento e Divulgação Cientifica da Biodiversidade; Museu Interativo da Biodiversidade; Centro de Pesquisa da Biodiversidade Aquático do Pantanal; Biblioteca Digital da Biodiversidade e ainda um Centro de Negócios.

No Centro de Interatividade do Aquário do Pantanal haverá um espaço para passeio didático e lúdico ao universo virtual da biodiversidade do Pantanal e Cerrado Sul-Mato-Grossense. Neste local os visitantes vão obedecer um roteiro dinâmico, com leitura textual e visual e poderão conferir vídeos e softwares.

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Ictiofauna Pantaneira será composto pelos Núcleos de Extensão Tecnológica e de Transferência de Tecnologia; de Formação de Pessoal e de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica.