Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Ex-prefeito Enelvo Felini vai a Polícia registrar Boletim de Ocorrência por ameaça e agressão

Em sua pagina oficial no facebook a vereadora Vilma relata, “o Enelvo foi agredido fisicamente. Foi agredido verbalmente e ameaçado durante o evento”.

Marcos Tomé/Região News

24 de Julho de 2013 - 15:10

O ex-prefeito de Sidrolândia e atual assessor especial do governo, Enelvo Felini (PSDB) procurou no final da manhã desta quarta-feira a Delegacia de Polícia Civil para registrar Boletim de Ocorrência em desfavor de Paulo Roque e sua filha Monalisa, que estavam num jantar na noite de ontem no Nantes Buffet na entrega da premiação dos melhores do ano.

Segundo depoimento da esposa de Enelvo, a vereadora Vilma Tereza Felini, que foi uma das personalidades homenageadas durante o evento, Monalisa Roque, que também é filha da enfermeira Cleide Machado teria proferido palavras de baixo calão, além de ameaçar sua família causando constrangimento ao casal perante seus convidados.

Entenda o caso

Enelvo vem sendo enxovalhado por criticas em decorrência de sua permanência no cargo que ocupa no Paço Municipal. Eleito com 50.25% dos votos válidos em outubro do ano passado, não pode assumir o comando do ordenamento de despesas do município por ter sido cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a 20 dias de sua posse, em 11 de dezembro.

De pra lá, após processo eleitoral suplementar transcorrido em março de 2013, Ari Basso foi eleito com mais de 56% dos votos válidos e assumiu a administração pública de Sidrolândia. Como era de se esperar, Felini foi nomeada para ocupar cargo estratégico no governo. Tem exercido papel de “super-secretário” na gestão.

O próprio prefeito tornou público durante entrevista ao Região News que há certa dependência dos conhecimentos administrativos de Felini no atual governo, razão pela qual o mantém no escolão. Desde que assumiu o cargo de assessor executivo tem sofrido o que chamou de “perseguição” dos adversários políticos.

“Há uma pressão de populares indigestos com minha vitória em outubro do ano passado para que eu saia do governo”, ressalta. Ao Região News, durante a abertura oficial da feira livre no último dia 12 deste mês, Felini afirmou não se incomodar com as criticas por que segundo ele, partiam de pessoas com super salários na gestão passada.

Entre os nomes citados como exemplo pelo ex-prefeito, foi destacado o da enfermeira Cleide Roque Machado, que segundo Enelvo, chegou a ganhar R$ 10 mil por mês no governo de Daltro Fiuza. “Ela esta descontente porque perdeu o cargo. A população não tem condições de pagar um salário neste valor”, comentou na ocasião.

A confusão

Ex-prefeito Enelvo Felini vai a Polícia registrar Boletim de Ocorrência por ameaça e agressãoO evento realizado pela empresa paranaense Impacto Pesquisas se incumbiu de reunir gregos e troianos no mesmo ambiente. Apesar da super-produção com direito a decoração, jantar especial, tabuas de frios, vinho, garçons e todo glamour, digna de uma festa tipo classe A, faltou jogo de cintura a alguns ilustres convidados.

De um lado, numa mesa reservada, rodeado por amigos e familiares, Enelvo Felini que foi ao evento prestigiar a esposa apontada pela opinião pública como a vereadora mais atuante do município. Próximo a sua mesa, também ladeado por amigos o ex-prefeito Daltro Fiuza. Ele foi à festa prestigiar sua cunhada, a também vereadora Drª. Rosangela Rodrigues eleita à personalidade política de 2013.

Apesar do “climão”, tudo caminhava conforme manda o figurino até que Monalisa quebra o protocolo e parte numa empreitada para tirar “conversa a limpo” no reduto tucano. Di Cesar e sua esposa Ivete Assmann relataram a reportagem que presenciaram os ataques não só de Monalisa, como também de seu pai, o empresário Paulo Roque.

Nossa reportagem falou por telefone com o empresário sobre o caso. Ele afirmou ter de fato “intimidado” Enelvo durante o jantar, mas, negou que tenha feito ameaça a sua integridade física. “Eu disse a ele que isso não iria acabar bem, mas no sentido de que a iriamos procurar nossos direitos na justiça”, explica.

Em sua pagina oficial no facebook a vereadora Vilma relata, “o Enelvo foi agredido fisicamente. Foi agredido verbalmente e ameaçado durante o evento”. Testemunhas alegam que Paulo teria empurrado, dado um chega pra lá no ex-prefeito. Ele também negou esta versão. Veja a baixo a publicação.

Ex-prefeito Enelvo Felini vai a Polícia registrar Boletim de Ocorrência por ameaça e agressão